São Paulo, SP, 11/12/2018
 
06/12/2014 - 18h39m

A Arquitetura na definição do arquiteto urbanista Lúcio Costa

Agência Hoje/Sandra Vieira de Mello* 
Arquivo Pessoal/Sandra Vieira de Mello
"A arquitetura começa quando você junta dois tijolos com cuidado. Aí ela começa." Mies Van Der Rohe
"A arquitetura começa quando você junta dois tijolos com cuidado. Aí ela começa." Mies Van Der Rohe

São Paulo (Agência Hoje) - Por iniciativa do CAU - Conselho de Arquitetura e Urbanismo, o dia do Arquiteto, que antes era celebrado no dia 11 de dezembro, passou a ser comemorado no dia 15 de dezembro, data de aniversário do arquiteto Oscar Niemeyer.

Para homenagear os profissionais de Arquitetura, nada melhor do que a definição do grande arquiteto e urbanista Lúcio Costa:

"Arquitetura é antes de mais nada construção, mas, construção concebida com o propósito primordial de ordenar e organizar o espaço para determinada finalidade e visando a determinada intenção. E nesse processo fundamental de ordenar e expressar-se ela se revela igualmente arte plástica, porquanto nos inumeráveis problemas com que se defronta o arquiteto desde a germinação do projeto até a conclusão efetiva da obra, há sempre, para cada caso específico, certa margem final de opção entre os limites - máximo e mínimo - determinados pelo cálculo, preconizados pela técnica, condicionados pelo meio, reclamados pela função ou impostos pelo programa, - cabendo então ao sentimento individual do arquiteto, no que ele tem de artista, portanto, escolher na escala dos valores contidos entre dois valores extremos, a forma plástica apropriada a cada pormenor em função da unidade última da obra idealizada."

"A intenção plástica que semelhante escolha subentende é precisamente o que distingue a arquitetura da simples construção."

"Por outro lado, a arquitetura depende ainda, necessariamente, da época da sua ocorrência, do meio físico e social a que pertence, da técnica decorrente dos materiais empregados e, finalmente, dos objetivos e dos recursos financeiros disponíveis para a realização da obra, ou seja, do programa proposto."

"Pode-se então definir arquitetura como construção concebida com a intenção de ordenar e organizar plasticamente o espaço, em função de uma determinada época, de um determinado meio, de uma determinada técnica e de um determinado programa."

COSTA, Lúcio (1902-1998). Considerações sobre arte contemporânea (1940). In: Lúcio Costa, Registro de uma vivência. São Paulo: Empresa das Artes, 1995. 608p.il.

 

* Sandra Vieira de Mello, CAU A16373-2 é Arquiteta e Urbanista. Contribuições para esta Editoria podem ser encaminhadas para o e-mail: hoje.sandra@gmail.com

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro