São Paulo, SP, 19/06/2019
 
16/12/2015 - 12h51m

Aids: encontro discute prevenção, orientação e conscientização

Portal EBC 
Arquivo/Agência Brasil
Evento conta com líderes, representantes de entidades e organizações que atuam em prol da conscientização da Aids
Evento conta com líderes, representantes de entidades e organizações que atuam em prol da conscientização da Aids

São Paulo - Um encontro discute a prevenção, a orientação e a conscientização sobre HIV/Aids em São Paulo, com líderes, representantes de entidades e organizações que atuam em prol da conscientização da epidemia.

Segundo Harley Henriques Nascimento, coordenador do Fundo Posithivo, organização que trabalha no combate ao HIV/Aids o tema da prevenção é muito importante, porque foi esquecido ao longo dos anos.

“A Aids deixou de ser falada em casa, nas escolas, em conversa com o parceiro, porque há um entendimento de que existe um tratamento e é possível a cura. Mas não existe cura e o tratamento é pelo resto da vida, além de causar efeitos colaterais em série”, disse.

Harley Henriques contou que, infelizmente, a Aids cresceu nos últimos anos entre a juventudade. No mundo, a doença caiu 33%, mas, no Brasil, de 2001 a 2014, cresceu 41% nos jovens, um dado alarmante, porque não se quer viver o que viveu nos anos 90.

“Em São Paulo, estão reunidos 12 dos mais expressivos líderes que trabalham com o tema da prevenção, em todo país, para avaliar o que deu errado e o que deu certo, e traçar diretrizes para 2016, para reverter esse quadro de crescimento da Aids entre os jovens, porque não dá mais esperar”.

O coordenador do Fundo Posithivo falou sobre a conclusão do encontro.

“A conclusão foi de que o tema saiu da agenda social de preocupação brasileira, houve uma banalização da epidemia de Aids, motivada pela ideia de que existia cura para a doença, e se fez apenas duas campanhas por ano, uma no Carnaval e outra no Dia Mundial de Combate à Aids”, alertou.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro