São Paulo, SP, 19/06/2018
 
23/01/2017 - 23h09m

Alckmin anuncia 10% de aumento nos salários de 18.330 professoress

Agência Apoio 
Alexandre Carvalho
Professores de escolas paulistas terão aumento de 10% com recebimento a partir de março
Professores de escolas paulistas terão aumento de 10% com recebimento a partir de março

São Paulo - O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta segunda-feira, 23, o reajuste em 10% do piso salarial de 18.330 professores PEB I (1º ao 5º ano do Ensino Fundamental) que hoje estão na faixa I nível 1: passará de R$ 2.086,93 para R$ 2.298,80.

Além dos educadores da categoria inicial, outros 775 de nível 2 terão aumento de 5%: de R$ 2.191,27 para R$ 2.298,80. Assim, os valores do reajuste desde janeiro de 2017 serão pagos na folha de pagamento do mês de março, quando todos os docentes da rede estadual receberão valor igual ou superior ao piso nacional (R$ 2.298,80).

Pagamento Retroativo

“São Paulo será um dos poucos Estados do Brasil que vai cumprir a lei federal de estar igual ou acima do piso. Nenhum professor no Estado de São Paulo terá salário menor do que R$ 2.298,80. Investiremos, para o pagamento retroativo a janeiro, R$ 68 milhões”, afirmou o governador.

Em meio à crise econômica em todo o país, com algumas redes de educação inclusive atrasando o pagamento de salários, o aumento faz parte da política do governo paulista de reforçar e valorizar o magistério da maior rede de ensino da América Latina.

O investimento será de R$ 68 milhões por ano. Em São Paulo, o valor base dos profissionais que atuam no Ensino Fundamental – Anos Finais e Ensino Médio (PEB II) é 5% acima do estabelecido pelo governo federal: R$ 2.415,89.

O salário-base dos professores em São Paulo é acrescido de benefícios de acordo com as faixas e níveis da carreira, quinquênio, além de Bônus por Merecimento, pago anualmente de acordo com avanço do ensino nas escolas estaduais.

Mais Professores

Outra novidade para a rede estadual em 2017 é a chegada de novos professores. Em dezembro, foram nomeados 11,9 mil docentes. Os cargos são remanescentes do concurso realizado em 2013 e que já chamou 38 mil educadores. Na época, o certame registrou recorde com 322,7 mil inscrições.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro