São Paulo, SP, 01/04/2020
 
18/08/2015 - 14h50m

Após atentado, Hong Kong faz alerta e pede que população evite viagens para Bangcoc

Agência Lusa 

Bangcoc - Hong Kong fez um alerta nesta terça-feira (18) à população para que se evite viagens a Bangcoc. Outros governos asiáticos também pediram mais vigilância aos seus cidadãos, após um atentado ter matado pelo menos 20 pessoas na capital da Tailândia. Hong Kong divulgou um alerta vermelho para Bangcoc, o segundo mais alto do sistema de três níveis do governo.

Pequim condenou o ataque a bomba e pediu à Tailândia para investigar e “punir severamente” os seus autores. Três cidadãos chineses, dois de Hong Kong, quatro malaios, um indonésio e um de Cingapura estão entre os 20 mortos confirmados na explosão, que feriu mais de 100 pessoas, das quais pelo menos 28 chineses. Autoridades da Austrália, das Filipinas e de Cingapura já pediram aos cidadãos para ficarem atentos.

Embora o ataque ainda não tenha sido reivindicado, líderes da Tailândia disseram que a bomba tinha o objetivo de atingir a indústria turística do país e manchar a reputação do governo. A Autoridade de Turismo da Tailândia anunciou que a segurança foi reforçada em vários locais da capital e que a polícia tem solicitado a moradores e turistas que sejam cautelosos.

Nesta terça-feira (18) um pequeno artefato explosivo foi atirado perto de uma estação de metrô no centro de Bangcoc, uma área turística, mas não deixou vítimas.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro