São Paulo, SP, 05/12/2019
 
28/10/2013 - 09h10m

Após jovem ser morto por PM, moradores da zona norte protestam

Agência Brasil/Fernanda Cruz 
Agência Brasil/Arquivo/Marcelo Camargo
Moradores da Vila Medeiros fizeram uma manifestação, após um adolescente de 17 anos ser morto por um policial
Moradores da Vila Medeiros fizeram uma manifestação, após um adolescente de 17 anos ser morto por um policial

São Paulo - Moradores da Vila Medeiros, zona norte da capital, fizeram uma manifestação na madrugada, após um adolescente de 17 anos ser morto por um policial militar. A PM informou que o disparo foi acidental.

A polícia havia sido chamada às 14h de ontem (27) para atender a uma ocorrência de perturbação do sossego. No local, havia uma aglomeração de pessoas e um carro com som alto. De acordo com a PM, ao descer do carro para iniciar a abordagem, o soldado fez um disparo acidental de sua arma. O jovem baleado foi levado ao Pronto-Socorro do Jaçanã, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

Revoltados, os moradores protestaram em vários pontos da região da Vila Medeiros. No total, três ônibus foram depredados, mais três coletivos e dois veículos, queimados; uma viatura da PM teve vidros quebrados e duas agências bancárias foram depredadas. O fogo em um dos ônibus atingiu a rede elétrica, interrompendo o fornecimento na região. O protesto só terminou por volta das 4h de hoje (28).

Segundo a PM, 300 pessoas participaram de saques e depredação de comércios. Seis pessoas foram detidas e levados ao 73º Distrito Policial. A Secretaria de Segurança Pública não soube informar se os detidos permanecem presos.

Tags: Jovem, Morte, PM, Protesto

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro