São Paulo, SP, 17/10/2018
 
19/04/2016 - 00h26m

Após prisão, prefeito elogiado por deputada na votação da Câmara continua no cargo

Agência Brasil/Léo Rodrigues, Correspondente em Belo Horizonte 

Belo Horizonte - A Polícia Federal prendeu nesta segunda-feira (18), o prefeito de Montes Claros (MG), Ruy Muniz, e a secretária de Saúde do município, Ana Paula Nascimento.

Ambos são acusados de sabotar o funcionamento de hospitais públicos e filantrópicos para beneficiar o Hospital das Clínicas Mario Ribeiro da Silveira, pertencente e gerido pelo prefeito e por familiares. Mesmo com a prisão, segundo nota oficial publicada no site da prefeitura, Ruy Muniz permanece no "pleno exercício do cargo".

A ação ocorre um dia após a votação na Câmara dos Deputados que aprovou a admissibilidade do pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, processo que agora segue para o Senado.

Em sua justificativa de voto, a deputada federal Raquel Muniz (PSD), esposa de Ruy Muniz, fez referência ao marido. "O meu voto é para dizer que o Brasil tem jeito e o prefeito de Montes Claros mostra isso para todos nós com a sua gestão", disse ela ao se colocar a favor da admissibilidade do pedido de impeachment.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro