São Paulo, SP, 17/09/2019
 
13/05/2015 - 13h55m

Aprovação no plenário do Senado deixa Michel Temer otimista

Agência Brasil/Luana Lourenço 
Divulgação
Segundo Temer, Fachin mostrou cultura geral muito grande, delicadeza extraordinária no trato com as pessoas e com as questões, uma humildade acentuadíssima
Segundo Temer, Fachin mostrou cultura geral muito grande, delicadeza extraordinária no trato com as pessoas e com as questões, uma humildade acentuadíssima

Brasília - O vice-presidente Michel Temer disse nesta quarta - feira (13) que está otimista com a aprovação, pelo plenário do Senado, do nome do advogado Luiz Edson Fachin para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). Fachin foi indicado pela presidenta Dilma Rousseff e passou nesta terça - feira (12) por mais de 12 horas de sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

A CCJ aprovou a indicação por 20 votos a 7. Seu nome agora precisa ser referendado pelo plenário. A votação está marcada para terça-feira (19).

Segundo Temer, durante a sabatina na comissão, Fachin conseguiu mostrar “qualificações jurídicas e pessoais” que o habilitam para o cargo.

“Ele mostrou cultura geral muito grande, delicadeza extraordinária no trato com as pessoas e com as questões, uma humildade acentuadíssima. Isso é fundamental para quem vai para um órgão que tem como principal função exatamente a imparcialidade, ou seja, não ser parte no conflito. Ele demonstrou que, como ministro do Supremo, não será parte nos conflitos, mas decidirá de acordo com a Constituição”, avaliou.

Na CCJ, Fachin teve de responder perguntas diversas sobre suas convicções a respeito de questões como aborto, casamento gay, legalização da maconha e redução da maioridade penal, além de suas relações com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e com o PT.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro