Arte sem Barreiras mostra desfiles, peças de teatro e musicais - Hoje São Paulo
São Paulo, SP, 19/08/2018
 
28/10/2013 - 14h13m

Arte sem Barreiras mostra desfiles, peças de teatro e musicais

Agência Hoje 

Bauru (Agência Hoje) - Com início no sábado, 26, e apresentações até o dia 31 de outubro, a Secretaria de Cultura de Bauru está realizando a 19ª Mostra de Arte Sem Barreiras, com desfiles de moda inclusiva, espetáculos teatrais, demonstrrações de danças e musicais. Todos os eventos são realizados no Teatro Municipal Celina Lourdes Alves Neves, na avenida Nações Unidas, 8-9, Centro. A entrada é gratuita.

O desfile apresentado no sábado, "Somos Todos Nós", foi coordenado por Drika Valério, primeira colocada no 4º Concurso de Moda Inclusiva da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, em 2012. Na passarela desfilaram 20 modelos com e sem deficiência, dentre eles usuários da entidade Sorri/Bauru.

Espetáculos teatrais, de dança e musicais também fizeram parte da agenda e foram apresentados pelas entidades Sorri/Bauru, APAEs de Bauru, Jaú e Lençóis Paulista, APIECI, ADEFILP, Projeto Guri Polo Bauru, Cia D. A. Corpore e Lar Escola para Cegos Santa Luzia.

Esse ano, a Mostra abre espaço para o diálogo sobre inclusão cultural com a participação de artistas, estudiosos e do próprio deficiente, que sobem ao palco para mostrar todo o potencial artístico e o talento da pessoa com deficiência.

Mais Palestras

A discussão sobre o tema continua com a palestra “Acessibilidade Cultural: Audiodescrição e legendas para surdos e ensurdecidos” da professora Lucinéa Marcelino Villela, da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC), da Unesp de Bauru. A pesquisadora fala sobre ferramentas que inserem o deficiente no cenário artístico e colaboram para que tenha acesso a produtos culturais por meio de recursos de tradução audiovisual.

O evento conta com o apoio do Comude – Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Grupo Pão de Açúcar, Secretaria Municipal de Educação, Câmara Municipal de Bauru, Jornal da Cidade, Locamed, Jô Calçados, Pink Biju, Taner, Fraqtal Marketing Estratégico, Ótica Snell, Caçambaria, Lauviah Noivas & Festas, Jaque Bertoni e Black Mamba Ateliê.

Veja programa completo com grande variedade e direcionada para público de todas as idades:

PROGRAMAÇÃO

De 24 a 31 – Galeria Municipal “Angelina Waldemarin Messenberg”

Exposição de peças da Moda Inclusiva “Somos Todos Nós” por Drika Valério

Dia 26 às 20h – Teatro Municipal

Desfile de Moda Inclusiva “Somos Todos Nós”, sob coordenação de Drika Valério (1º lugar no 4º Concurso de Moda Inclusiva, promovido em 2012 pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo).

Participação de 20 modelos, entre eles usuários da SORRI Bauru e Miss Melhor Idade de Bauru

Dia 29 às 10h – Teatro Municipal

“O mundo está aqui. Somos a diversidade!”- Espetáculo artístico da SORRI/Bauru

Dia 29 às 14h30 – Auditório do Centro Cultural

Exibição de curtas com áudio-descrição e apresentação de livros em Braille e áudios-livro pertencentes ao acervo da Biblioteca Municipal “Rodrigues de Abreu”

Curtas: 3 Clipes 1 Curta: “A casa é sua” de Arnaldo Antunes

“Pra não esquecer” de Fernanda Takai e Andy Summers

“Bola de Meia, Bola de Gude” de Milton Nascimento”

Dia 30 às 9h30 – Auditório do Centro Cultural

Exibição de curtas com áudio-descrição e apresentação de livros em Braille e audios-livro pertencentes ao acervo da Biblioteca Municipal “Rodrigues de Abreu”

Curtas: 3 Clipes 1 Curta: “A casa é sua” de Arnaldo Antunes

“Pra não esquecer” de Fernanda Takai e Andy Summers

“Bola de Meia, Bola de Gude” de Milton Nascimento”

Dia 30 às 14h30 – Teatro Municipal

Apresentação artística de entidades que atendem pessoas com deficiência: APAE Bauru; APAE Jaú; APAE Lençóis Paulista; Coral e violinista Lucas do Lar Escola para Cegos Santa Luzia; Projeto Guri – Polo Bauru; APIECE; dançarina Mariza Mello; Cia. D.A. Corpore – Dança Contemporânea Inclusiva; ADEFILP

Dia 31 às 20h – Centro Cultural

Lançamento do livro “No palco: com os deficientes visuais” de Rosa Riccó

Abaixo currículos dos palestrantes e resumo das palestras e apresentações:

SORRI-BAURU

“O Mundo Está Aqui. Somos a Diversidade!”

Duração: 45 minutos

A diversidade é uma condição que se manifesta de diferentes maneiras: nos ambientes, nos objetos, nas pessoas. Talvez uma das características mais marcantes na construção da história do Brasil e na formação do povo brasileiro foi a mistura de povos, raças e culturas. Diferentes etnias, raças, gêneros, deficiências, culturas, personalidades é o que entendemos por DIVERSIDADE. Neste espetáculo, uma pequena homenagem aos países aqui representados pela Alemanha, Estados Unidos, Itália, Japão, Portugal e Brasil. Afinal, “O Mundo Está Aqui. Somos a Diversidade!”

LAR ESCOLA SANTA LUZIA PARA CEGOS.

Dança: ”MAGIA”

Duração: 5 minutos e 40 segundos

“Magia” – conta a historia da Camponesa e o príncipe enfeitiçado, a camponesa chega e se encanta com o castelo onde mora o príncipe este não gosta da invasão e investe nervoso contra ela, esta se assusta, mas com suas atitudes generosa e seu carinho consegue quebrar o feitiço, terminando em um belo baile para apresentar o casal para a corte. “Depois das trevas vem a luz”

APAE BAURU

A água e o fogo - Dança do Ventre Fan Veil

4 minutos e 30 segundos

A água e o fogo poderiam ser uma lenda, fazer parte de uma história, mas apenas irá retratar elementos que jamais se misturam, porém misturados a leveza dos movimentos proporcionam um clima natural por meio da dança com véu leque. É uma combinação da dança oriental com a dança do leque coreana Buchaechum (fan dance), adaptando-se um véu de seda pura ao leque para dar ênfase aos movimentos. Sua beleza e leveza caracterizam o ponto alto da dança trazendo um efeito encantador mostrado com destreza e graciosidade pela dançarina.

O Fan Veil, ou véu leque, começou a aparecer na dança do ventre por volta de 2003, e pode ter influenciado os praticantes da dança do ventre a fazerem essa fusão de ornamentos.

Cavalo Marinho

Duração: 03 minutos

O Cavalo Marinho é um auto popular que narra o passado e o

presente do povo, baseado no auto do boi-bumbá e em festejos

aos Santos Reis. A dança é bastante animada com o ritmo marcado pelo sapateado, lembrando o galope dos cavalos.

Maculelê

Duração: 03 minutos

O maculelê em sua origem era uma arte marcial armada, mas atualmente é uma forma de dança que simula uma luta tribal usando como arma dois bastões, chamados de grimas (esgrimas), com os quais os participantes desferem e aparam golpes no ritmo da música.

Sticky Dough (Bam Bam)

Duração: 3 minutos e 50 segundos

Uma mistura bem gostosa de dubstep, uma vertente da house music, o pop e uma pitada do samba. Essa é uma coreografia divertida e com passos marcantes que irá agradar e animar a todos.

Meu Brasil Brasileiro

4 minutos

Na canção de Ary Barroso esta dança “Meu Brasil Brasileiro” com características de um musical e inspiração da inesquecível Carmem Miranda é uma verdadeira declaração de amor ao Brasil, seu povo, suas tradições e de suas paisagens.

Brasil terra de samba e pandeiro.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro