São Paulo, SP, 23/08/2019
 
02/10/2015 - 17h23m

Arthur Chioro entrega relatório de transição a novo ministro da Saúde, Marcelo Castro

Agência Brasil/Aline Leal  

Brasília - Logo após o anúncio de que o deputado federal Marcelo Castro (PMDB-PI) será o novo ministro da Saúde, Arthur Chioro, que oficialmente ainda comanda a pasta, entregou ao sucessor um relatório de transição.

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta manhã as mudanças no comando de alguns ministérios. A exoneração de Chioro deve sair no Diário Oficial da União de segunda-feira (5) ou de terça-feira (6). A princípio, a posse de Castro está prevista para terça-feira.

Mais cedo, no Planalto, Castro defendeu uma nova proposta para a cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), que serviria, segundo ele, para custear a Previdência Social e a saúde. A contribuição seria permanente e cobrada duas vezes, tanto de quem faz pagamento quanto de quem recebe a quantia, sem aumento da alíquota.

Em agosto, uma nova CPMF com recursos totalmente voltados para a saúde foi proposta por Chioro. Porém, a proposta enfrentou resistência tanto da base aliada quanto da oposição. Em seguida, o governo anunciou, entre as medidas para o ajuste fiscal, a reativação do imposto, mas destinado à Previdência Social.

Nascido em São Raimundo Nonato, no Piauí, Marcelo Castro é formado em medicina pela Universidade Federal do Piauí e doutor em psiquiatria. Filiado ao PMDB, está no quinto mandato de deputado federal. É o atual presidente da executiva estadual do PMDB. Foi eleito deputado estadual em 1982, 1986 e 1990. Ocupou a presidência do Instituto de Assistência e Previdência do Estado do Piauí e foi secretário estadual de Agricultura.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro