São Paulo, SP, 18/06/2019
 
08/08/2014 - 12h39m

Artigo 35 - Raro, tumor no cérebro pode ter crescimento anormal

Agência Hoje/Dra. Silvia Regina Graziani*  
Reprodução
  •  Tabela 1 - Tipos de tumores e localização

São Paulo - Os tumores do sistema nervoso central, mais conhecidos como tumores cerebrais, são relativamente raros e consistem no crescimento anormal de células do encéfaloque, podem ser benignos ou malignos.

Os tumores benignos são mais frequentes, mas muitas vezes tem comportamento de malignos devido ao fato de que não há espaço para os tumores crescerem e desta forma, os sintomas são semelhantes para benignos e malignos.

Os tumores cerebrais podem ser primários do cérebro, ou seja, ser decorrente de células próprias do cérebro ou, mais frequentemente, serem decorrentes de tumores de outros locais do corpo.

Esta situação é denominada de metástase cerebral, e pode ser decorrente de tumores do pulmão, da mama, do intestino ou de qualquer outra parte do corpo.

As causas que levam ao desenvolvimento dos tumores primários no cérebro são desconhecidas.

Podemos considerar alguns fatores como fatores de risco para o desenvolvimento de tumores no cérebro, como:

• Aparição de tumores são mais frequentes em idosos com mais de 65 anos;

• Pessoas que realizaram tratamento com radioterapia na cabeça e pescoço em alguma fase da vida;

• Índivíduos que realizaram tratamento para leucemia na infância;

• Exposição ao agente químico Cloreto de Vinila, da indústria de produção de plásticos;

• Pacientes com baixa imunidade, como portadores de Síndrome da Imunodeficiência Adquirida – SIDA.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer – InCa, 4% das mortes causadas por câncer no Brasil são devidas a tumores no cérebro. As metástases no sistema nervoso central representam 25% dos tumores cerebrais.

Foram descritos na literatura médica mais de 100 tipos de tumores cerebrais, sendo o mais frequente o tumor que se desenvolve nas próprias células cerebrais, denominados de Gliomas.

Embora não tenha prevenção para os tumores do cérebro, chamamos a atenção para sinais que podem ser sugestivos de tumores na hipófise, devido ao fato de que esses tumores produzem hormônios.

Hormônio do crescimento, sinais mais frequentes são:

• Gigantismo: a criança atinge uma estatura muito elevada;

• Crescimento desproporcional de extremidades em adultos, como nariz, mãos e pés.

Hormônio da tireóide – TSH

• Hipertiroidismo: quando produz o hormônio estimulante da tireóide;

Hormônio prolactina

• Amenorreia, que é a interrupção dos ciclos menstruais em mulheres jovens;

• Produção de leite pelas mamas, devido a produção do hormônio prolactina;

• Crescimento das mamas em homens – ginecomastia

Neuromas do Nervo Acústico

São tumores que podem levar a sintomas de alerta, como a perda da audição em um único ouvido, em pessoas de meia idade.

Tumores na Medula Espinhal

• Sinais de dormência e formigamento nas pernas;

• Fraqueza nas pernas;

• Má coordenação;

• Diminuição da sensibilidade das pernas;

• Dificuldade para urinar, ou incontinência urinaria;

• Constipação intestinal.

Alerta aos Sintomas dos Tumores Cerebrais

• Dor de cabeça que não melhora com analgésicos;

• Náuseas;

• Vômitos em jatos;

• Alterações na visão e na audição;

• Convulsão;

• Agitação motora;

• Fraqueza muscular;

• Perda da sensibilidade em qualquer área do corpo, de forma persistente;

• Falta de coordenação motora;

• Dificuldade para falar ou entender o que é dito;

Todos esses sintomas são inespecíficos e devem ser valorizados caso ocorram e seja persistente.

A orientação é sempre procurar um serviço médico para a realização do exame físico e a solicitação dos exames de imagem que levarão a confirmação do diagnostico e assim definir o tratamento para o paciente.

Fontes pesquisadas:

www.inca.org.br

www.accamargo.org.br

www.hcancerbarretos.com.br

www.fleury.com.br

* A Dra. Silvia Regina Graziani, CRM 56925, é Medica Oncologista Clinica, com título de especialista em Cancerologia (1992). Residência Médica: Hospital do Câncer A. C. Camargo. Mestrado e Doutorado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Médica do Instituto do Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho – IAVC, São Paulo.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro