São Paulo, SP, 22/09/2019
 
20/08/2014 - 13h34m

Artigo 36 - Autoestima, a melhor maneira de encarar a quimioterapia

Agência Hoje/Dra. Silvia Regina Graziani* 
Reprodução
  • Psicólogas Thatiany Santana e Daniele Giamassi
  • Fisioterapeuta Sheila Ribeiro entregando o brinde a uma das pacientes sorteadas
  • Palestra da paciente Sandra Cristina Rossi que ensinou como utilizar os lenços
  • Distribuição dos lenços doados pela ONG Banco da Autoestima
  • As voluntárias ensinaram dicas de automaquiagem
  • O evento contou com depoimento de paciente, palestras e dicas de maquiagem
  • Equipe multidisciplinar da Oncologia organizadora do Evento

São Paulo - Em nosso meio é um padrão cultural a valorização da beleza feminina baseada em estereótipos criados e que são insistentemente citados pela mídia.

Sabemos que o diagnostico do câncer vem associado a alterações na autoimagem e que tem um enorme impacto na qualidade de vida dos pacientes, uma vez que o câncer é uma doença que se destaca nitidamente na aparência e alguns pacientes não conseguem enxergar beleza na condição momentânea.

É necessário trabalhar com essas pessoas para se estabelecer diferenças nos padrões de beleza previamente estabelecidos.

As alterações da autoimagem que ocorrem devido ao tratamento do câncer mais comuns são:

• Queda de cabelos, que não ocorre apenas no couro cabeludo, mas também em outros locais como sobrancelhas, cílios e outros.

• Alterações na pele e nas unhas, como pele seca e unhas quebradiças

• Alterações na composição corpórea com redução ou aumento do peso, principalmente devido à quimioterapia.

• Médicos e psicólogos apoiam a ideia de uma grande necessidade do apoio a autoestima durante a fase do tratamento que envolve a quimioterapia.

Estudos mostram que as mulheres com autoestima alta têm maiores condições de enfrentamento da doença e maior adesão ao tratamento, comparado com mulheres que apresentam a autoestima baixa.

Há muitas novidades em desenvolvimento, mas as opções ainda são o uso de lenços e perucas para a queda dos cabelos.

Uma novidade que esta sendo testada na Universidade da Califórnia é o uso de touca gelada no couro cabeludo, durante a quimioterapia para evitar a queda dos cabelos. Isto ainda esta em estudos mas parece ser uma opção muito promissora. É necessário aguardar os resultados de segurança deste método para poder ser aplicado na rotina.

Grandes Instituições e referências no tratamento do Câncer como o INCA – Instituto Nacional do Câncer no Rio de Janeiro tem um espaço com voluntárias denominado INCAVoluntária, onde os pacientes que recebem o diagnostico de câncer passam por palestras e estratégias específicas para melhorar a autoestima.

O ICESP- Instituto do Câncer do Estado de São Paulo desenvolve um programa chamado de Cantinho da Beleza, onde as pessoas que vão passar pelo tratamento de quimioterapia são orientadas, cortam o cabelo e fazem as unhas e aprendem aula de auto maquiagem.

Outro local referencia que desenvolve programas de apoio a autoestima das pacientes é o Hospital do Câncer de Barretos, o qual as estratégias desenvolvidas na Unidade de Cuidados Paliativos com os pacientes em fase terminal demonstraram que a valorização da aparência diminui a sensação de dor e a necessidade do uso de analgésicos, como a morfina.

A equipe responsável desenvolve várias atividades temáticas com as pacientes e tem obtido excelentes resultados.

Uma iniciativa muito além do tratamento:

No dia 16 de agosto de 2014, em um dos bairros da Zona Leste de São Paulo foi realizado um Evento direcionado para as pacientes que estão iniciando o tratamento da quimioterapia.

Como sabemos que um dos efeitos mais devastadores da quimioterapia para as mulheres é a alteração da imagem com a queda de cabelos, que a torna uma pessoa estigmatizada para a doença.

Para minimizar esta situação e valorizar a beleza que cada uma tem independente da imagem gerada, reunimos muitas pacientes do serviço de oncologia clínica e com a parceria da ONG Banco da Autoestima, que é um projeto que surgiu da ideia de uma paciente, que, aos 31 anos teve o diagnostico de câncer de mama e foi submetida a tratamento quimioterápico e perdeu todo seu cabelo.

Camila Almeida percebeu esta necessidade de auxiliar mulheres no início de seu tratamento, visando resgatar a autoestima através da autoimagem melhorando a qualidade de vida nesta fase do tratamento.

A ONG de Camila Almeida doou 100 Kits de lenço e bijuterias, que foram distribuídos para as pacientes em um evento muito animado elaborado pelas funcionarias do Serviço de Oncologia dos setores de fisioterapia, enfermagem, psicologia.

O evento contou com uma palestra de Resgate da autoestima, realizada pelas psicólogas Thatiany Santana e Daniele Giamasse e com o depoimento e as ilustrações de como amarrar o lenço de uma pacientes que já passou por esta fase e deu sua testemunha de superação.

Muito emocionada Sandra Cristina Rossi fez questão de mostrar o quanto foi difícil superar esta fase e que agora sua vida corre da melhor forma possível, sendo um lindo exemplo de vida para quem estava assistindo.

Após as palestras as maquiadoras voluntárias: Patricia Le Cavalaro e Natalia Ferreira Esteves ensinaram as pacientes dicas de maquiagem.

Foi um grande sucesso e o mais importante foi o exemplo de superação e convivência dessas mulheres que estão passando por esta fase.

Para doação de lenços:

Contatos com a ONG Banco da Autoestima

Tel: (11) 9 9955-4920

Facebook – Banco da Auto Estima

Para doação de cabelo que se transforma em perucas para crianças com câncer:

ONG Rapunzel Solidária

Facebook – Rapunzel Solidaria

Referências:

www.inca.org.br

www.hospitacancerbarretos.org.br

www.icesp.org.br

* A Dra. Silvia Regina Graziani, CRM 56925, é Medica Oncologista Clinica, com título de especialista em Cancerologia (1992). Residência Médica: Hospital do Câncer A. C. Camargo. Mestrado e Doutorado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Médica do Instituto do Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho – IAVC, São Paulo.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro