São Paulo, SP, 18/10/2018
 
13/10/2016 - 13h06m

Artigo 86 - Outubro Rosa conscientiza sobre câncer de mama

Agência Hoje/Dra. Silvia Regina Graziani* 

São Paulo - O movimento “Outubro Rosa” hoje muito conhecido e divulgado no Brasil e em todo mundo tem como objetivo conscientizar as pessoas em relação à prevenção do Câncer de Mama através da participação da população, empresas e entidades governamentais que promovem atividades relacionadas à Prevenção do Câncer de mama.

Nos últimos anos alguns movimentos têm contado com a participação das próprias pacientes que passaram ou estão passando pelo processo de tratamento oncológico.

Eles têm um grande empenho em conscientizar mulheres da prevenção e principalmente ajudar as que estão iniciando o tratamento oncológico.

Este ano vamos iniciar a Campanha do Outubro Rosa homenageando uma de nossas pacientes que para nós é um exemplo de vida e superação.

Marisanta encontrou uma forma de enfrentamento da doença que a conforta ajudando outras mulheres que estão passando pelo processo de alterações da autoimagem, principalmente pela perda do cabelo.

É a idealizadora de uma campanha, que hoje abrange outras instituições, para proporcionar um conforto a outras mulheres que estão passando pelo mesmo processo que ela passa há anos.

O diagnóstico de câncer é sempre devastador, remete a sensação de profunda tristeza pelo medo da morte e por todos as alterações relacionados a doença e ao tratamento e também as relações sociais, mas principalmente pelo constrangimento da autoimagem.

É uma doença que está diretamente relacionada com a aparência, principalmente durante o tratamento quimioterápico onde ocorre queda de cabelo, ressecamento e manchas da pele, alterações nas unhas e alterações no peso, seja para ganho ou perda.

Marisanta de Jesus Paes tem 50 anos e teve o primeiro diagnóstico de câncer de mama em 2012, quando fez tratamento de cirurgia e depois quimioterapia, quando caiu todo seu cabelo pela primeira vez.

Relata que ficou muito triste e quando estava se recuperando do termino do tratamento, em 2013 apareceu câncer na outra mama.

Novamente realizou cirurgia, quimioterapia e radioterapia, quando viu novamente seu cabelo cair.

Em 2014 a doença foi para os ossos, e ela está em tratamento até os dias de hoje, lutando contra a doença e abraçando a vida, dando uma lição de superação até para quem convive com pacientes há anos.

O motivo que ela alega é o fato de sentir bem-estar com esta atitude, de ajudar mulheres que estão iniciando a jornada que ela trilha com muita força interior. Ela diz que a campanha a ajudou muito, principalmente quando fazia radioterapia por dores nos ossos, dizia que“o foco era a campanha”, que a motivava prosseguir com seu objetivo e a incentiva para continuar lutando.

Sua campanha teve início no Facebook em setembro de 2015 e nesta época ela arrecadou 600 lenços de doação c como fazia parte de seus planos expandir a campanha de doação de lenços para outros hospitais que tratam pacientes com câncer, então ela estendeu sua campanha para o Instituto do Câncer Arnaldo Viera de Carvalho em São Paulo, onde ela e as voluntáriasdo serviço de Voluntariado da Instituição doaram lenços para as pacientes carentes do Sistema Único de Saúde, que fazem tratamento no Instituto.

A campanha continua e doação de lenços podem ser enviadas para:

Rua Filomeno PelazonBernarde, número 06

Parque Aliança, Ribeirão Pires

CEP 09403-610

Ou pelo Fecebook, na página da Marisanta.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro