São Paulo, SP, 18/06/2019
 
24/06/2015 - 12h59m

Asma atinge cerca de 10 milhões de pessoas no país, diz Ministério

Portal EBC 
Reprodução
Asma é uma das principais causas de internamentos no SUS
Asma é uma das principais causas de internamentos no SUS

São Paulo - Com a proximidade do inverno, as pessoas que sofrem com asma ficam com o aparelho respiratório ainda mais sensível. De acordo com o médico pneumologista Álvaro Cruz, qualquer coisa que venha irritar o aparelho respiratório, como ar seco, ar frio, variação brusca da temperatura, resfriado e até odor forte, pode trazer sintomas que não traria a uma pessoa que não tem asma.

A asma atinge cerca de 10 milhões pessoas em todo o país e é uma das principais causas de internamentos no Sistema Único de Saúde (SUS), segundo o Ministério da Saúde. A doença mata cerca de 7 pessoas por dia. "A asma é uma das doenças crônicas mais frequentes e que deveria ter mais prioridade da saúde públicas, e não deveria morrer ninguém por asma no Brasil", avalia o médico.

O médico ressalta que ninguém morre por asma na Suíça, nem na Finlândia, onde há bons programas para tratamento correto e as pessoas seguem as orientações. "O que ocorre no Brasil é que infelizmente os profissionais da atenção básica não estão capacitados para tratar a asma, embora haja medicação disponível e até gratuitamente", avalia.

Segundo o médico, a combinação de acesso limitado e um pouco de neglicência do próprio paciente são as causas do maior número de mortes por asma.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro