São Paulo, SP, 21/09/2019
 
01/11/2013 - 18h27m

Bloqueio da Marginal Tietê é feito em protesto contra reintegração de posse

Agência Brasil/Elaine Patricia Cruz 

São Paulo – Manifestantes fecharam um dos sentidos da Marginal Tietê em protesto contra uma futura reintegração de posse de um terreno da prefeitura localizado próximo à Ponte Governador Orestes Quércia, na região central. Segundo a Secretaria Municipal de Habitação, o grupo vive em uma ocupação conhecida como Estaiadinha, que fica embaixo da Ponte Estaiada da marginal.

A secretaria informou que cerca de 80 famílias ocupam o terreno, que não pode ser destinado à construção de casas porque fica embaixo do viaduto. Em julho, a prefeitura cadastrou 450 famílias, que viviam no local, em programas habitacionais. Depois do cadastro, 80 famílias ainda permanecem no terreno.

“Em julho de 2013, foi firmado acordo com as famílias, logo no início da ocupação, para a desocupação definitiva e pacífica da área. O acordo previa o cadastramento das famílias nos programas habitacionais para receberem unidades habitacionais definitivas até 2016, desde que desocupassem a área. A Secretaria de Habitação cadastrou 450 famílias. O prazo acordado para desocupação era até o final de agosto, mas o acordo não foi cumprido. Das 450 famílias cadastradas, aproximadamente 80 permanecem no local”, informou a secretaria, em nota.

A Polícia Militar (PM) informou à Agência Brasil que cerca de 100 manifestantes participam do protesto e que parte dos moradores fechou a Marginal Tietê, sentido Rodovia Ayrton Senna, incendiando pneus. A polícia dispersou o grupo. Segundo a PM, não há informações sobre data da reintegração de posse.

Os moradores da mesma comunidade já tinham feito um protesto no dia 27 de setembro.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro