São Paulo, SP, 19/10/2019
 
17/08/2014 - 11h46m

Bolt brinca e alegra crianças da favela do Chapéu Mangueira

Agência Brasil/Isabela Vieira 
Agência Brasil/Tânia Rego
Homem mais veloz do mundo, Usain Bolt faz a alegria de crianças e adolescentes na praia do Leme, no Rio
Homem mais veloz do mundo, Usain Bolt faz a alegria de crianças e adolescentes na praia do Leme, no Rio

Rio de Janeiro - Considerado o homem mais rápido mundo, o velocista jamaicano Usain Bolt fez  a alegria de jovens atletas da comunidade Chapéu Mangueira/Babilônia. Ele participou de uma corrida recreativa com cerca de 100 crianças do projeto Atleta do Futuro, do Serviço Social da Indústria (Sesi), na Praia do Leme, na zona sul do Rio de Janeiro. A ideia era incentivar a prática do atletismo.

O Sesi desenvolve o projeto Atleta do Futuro em cerca de 40 comunidades pacificadas da cidade, como o Chapéu Mangeuira. “O objetivo não é formar esportistas de alto rendimento como Bolt, mas usar o esporte como estímulo à socialização dos jovens”, explicou o gerente de Esporte e Lazer do Sesi do Rio de Janeiro, Fernando de Araújo. As modalidades variam de acordo com as unidades e incluem o futebol, o vôlei, o ballet e a natação.

Praticantes de futebol e vôlei, as crianças que participaram da corrrida hoje ficaram entusiasmadas por dividir a pista com o ídolo. “Ele não falou nada, só apertou minha mão, mas eu gostei muito”, revelou Kailane de Oliveira, 11 anos. A jovem frequenta o Sesi da comunidade, que fica na região do evento, com amigos e vizinhos. “Eu sou a melhor atacante”, disse.

Considerado o homem mais rápido mundo, o velocista jamaicano Usain Bolt, participou de uma corrida recreativa com cerca de 100 crianças do projeto Atleta do Futuro, do Sesi, na Praia do Leme (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Considerado o homem mais rápido mundo, o velocista jamaicano Usain Bolt, participou de uma corrida recreativa com cerca de 100 crianças do projeto Atleta do Futuro, do Sesi, na Praia do Leme Tânia Rêgo/Agência Brasil

Kezia Ludovice, 14 anos, é aluna de vôlei e diz que gosta muito de atletismo, mesmo sem ter um local apropriado para treinar. “Lá [Chapéu Mangueira] tem uma ladeira e uma escada. Você sobe fazendo aquecimento e depois desce pela ladeira. Daí, dá para correr, depois da aula”, disse. Segundo ela, as crianças da comunidade estão empenhadas. “Todo mundo vai na casa de todo mundo, chamar [para participar]. Isso é atletismo, leva a gente para um futuro melhor.”

Depois da corrida, um time de crianças que fez uma breve apresentação de dança com raquetes de badminton, na pista de corrida, em meio a ação de um dos patrocinadores do evento, cantaram parabéns para o velocista que faz aniversário na próxima quinta-feira (21).

Com seis medalhas olímpicas e três recordes mundiais, Bolt está no Brasil para participar do Desafio Mano a Mano, projeto de incentivo ao esporte. Hoje, atletas brasileiros disputaram uma prova na pista montada no Leme e amanhã vão correr com o jamaicano e com mais dois importantes velocistas da atualidade: Carmelita Jeter e o atleta paralímpico Blake Leeper.

O projeto do Sesi é voltado para comunidades pacificadas e a inscrição é gratuita. As crianças recebem equipamento esportivo e lanche gratuitamente nas unidades locais.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro