São Paulo, SP, 23/09/2019
 
23/09/2013 - 06h02m

Brasil tem 7 atletas nos primeiros lugares no ranking da Federação

Agência Hoje* 
CBJ/Divulgação
A judoca brasileira Maria Suelen se aproxima da cubana Idalys Ortiz no ranking mundial
A judoca brasileira Maria Suelen se aproxima da cubana Idalys Ortiz no ranking mundial

Rio de Janeiro (Agência Hoje) - Nova atualização do ranking da FIJ foi divulgada nesta quarta-feira (18/9). A classificação somou pontos do Grand Prix de Rijeka, realizado na Croácia, no último final de semana. Após a mudança, o Brasil manteve sete atletas entre as primeiras três colocações de sua categoria, contando ainda com três líderes do ranking.

Sarah Menezes (AJ Expedito Falcão, PI) segue na frente de todas as outras atletas da categoria ligeiro (48kg): são 2.454 pontos da campeã olímpica contra 1.910 da campeã mundial Urantsetseg Munkhbat, da Mongólia, que ocupa a segunda colocação. Entre as meio pesadas (78kg) Mayra Aguiar permanece soberana. Seus 2.380 pontos asseguram que a atleta da Sogipa/RS tenha uma segurança de 358 pontos para a húngara Abigel Joo, com 2.018 pontos. A outra líder é Maria Suelen Altheman (Associação de Judô Rogério Sampaio/SP), que tem apenas 26 pontos de vantagem para sua grande rival, a cubana Idalys Ortiz na categoria pesado (+78kg). São 2.756 pontos da brasileira contra 2.730 da atleta da ilha caribenha.

Na segunda colocação de suas categorias estão Érika Miranda (52kg, Minas TC/MG), Victor Penalber (81kg, Instituto Reação/RJ) e Rafael Silva (+100kg, EC Pinheiros/SP). Medalhista de prata no Mundial, Érika Miranda tem apenas a sua algoz na decisão do certame do Rio, Majlinda Kalmendi, do Kosovo, à sua frente. São 2.980 pontos de Kelmendi contra 1.670 de Érika. Na categoria de Victor Penalber, que possui 1.556 pontos, o líder ainda é o georgiano Avtandil Tchrikishvili, com 1.994. Entre os pesados, Rafael Silva só não está na frente de Teddy Riner, mas a dianteira do francês é de somente 20 pontos: 2.300 contra 2.280.

A campeã mundial Rafaela Silva (Instituto Reação/RJ) caiu para a terceira colocação no ranking da categoria até 57kg. A alemã Myrian Roper, a quem Rafaela derrotou no Mundial por Equipes, tomou a segunda colocação seguindo seu título no Grand Prix de Rijeka. Agora, Rafaela Silva tem 1.918 pontos, contra 1.994 de Roper e 2.230 da francesa Automne Pavia, que também foi derrotada pela brasileira no Rio de Janeiro.

“Apesar de não termos tido representantes na Croácia, os atletas, em geral, se mantiveram nas posições que ocupavam. Agora vamos para o Cazaquistão e o Uzbequistão onde levaremos uma equipe de atletas jovens que podem subir bastante no ranking num futuro próximo, culminando com o nosso objetivo, que é ter pelo menos dois atletas com ranking olímpico quando chegarmos a 2016. Queremos ter duas equipes prontas para disputar os Jogos Olímpicos”, disse o gestor de alto rendimento da CBJ, Ney Wilson.

*Com informações da Confederação Brasileira de Judô (CBJ)

Tags: Brasil, FIJ, Judô, Ranking

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro