São Paulo, SP, 18/08/2019
 
23/11/2015 - 14h57m

Brasileirão Feminino: Rio Preto vence São José na primeira final

Portal EBC 
Reprodução
Gol da partida foi marcado  por Ana Alice, no segundo tempo
Gol da partida foi marcado por Ana Alice, no segundo tempo

Brasília - O Rio Preto saiu na frente pela disputa do título do Brasileirão Feminino ao vencer o São José por 1 a 0. Em casa, no estádio Anísio Haddad, a equipe foi melhor durante toda a partida e superou o favoritismo da equipe adversária, campeã do mundo no ano passado. O gol da partida foi marcado por Ana Alice, no segundo tempo. “Temos mais um jogo na casa delas. Hoje, o mais importante é que saímos com a vitória”, disse a atacante para a TV Brasil. A equipe jogará por um empate para levar o título.

O jogo

Apesar de jogar fora de casa, o São José iniciou a partida com maior controle do meio de campo até pelo menos os cinco primeiros minutos de jogo. A bola passava sempre por Sâmia, que demonstrava bom toque de bola. Mas não demorou muito para que o time da casa equilibrasse as ações.

Darlene, pela esquerda, e Camila, pela direita, passaram a receber lançamentos e levar perigo. A primeira chance real foi justamente com a atacante Camila, que saiu na cara do gol e chutou para fora aos 23 minutos. A mesma jogadora teve boas chances aos 25 (quando quase conseguiu dominar na pequena área) e aos 27 (tentou encobrir a goleira do São José, mas a bola passou rente à trave).

O São José, depois de três sustos, respondeu em seguida, quando Portilho chutou com perigo à esquerda do gol adversário. O jogo ficou mais emocionante. Formiga e Sâmia, pelo São José, melhoraram na armação e eram as responsáveis por tentar segurar a bola além da intermediária. Mas o time que ficou em quarto na última Libertadores, na Colômbia, não criou chances reais até o final da primeira etapa.

Opiniões

Se o primeiro tempo deveria ter um vencedor, seria o Rio Preto, segundo avaliou o comentarista Marcos Gaspar, da TV Brasil. “O Rio Preto sempre esteve mais perto do gol”. As jogadoras concordaram que a equipe da casa era melhor em campo.

A atacante Darlene lamentou as chances perdidas. “Eu acho que pequei pela ansiedade, mas vamos acertar para que a gente saia na frente”, disse. A jogadora Formiga, do São José, concordou que a equipe adversária teve mais oportunidades. “Se continuarmos a jogar assim, e foram vários sustos, a gente vai acabar tomando o gol”, alertou.

Jogada decisiva

As equipes voltaram com a mesma postura com que encerraram a primeira etapa. De tanto pressionar, o Rio Preto saiu na frente, aos 12 minutos, depois de boa jogada pela esquerda. Darlene chutou, a goleira Luciana defendeu, mas Ana Alice conseguiu pegar o rebote para abrir o placar.

Com o placar adverso, o São José melhorou, mas tinha dificuldade em superar a zaga do Rio Preto. O problema é que, como se posicionou mais ofensivamente, cedia espaço para contra-ataques. Darlene infernizava a vida da defesa do São José.

Aos 25, houve uma chance de empate, quando Ludmila recebeu na entrada da área e chutou rasteiro rente ao gol. O Rio Preto respondeu com jogada pela direita. Elis recebeu na área na frente do gol, mas chutou por cima. “Pelo que produziam na partida, 1 a 0 é pouco”, comentou Marcos Gaspar.

Nos minutos finais da partida, o São José chegou a esboçar uma pressão para tentar o empate. Mas o Rio Preto quase aumentou nos acréscimos quando Ceará perdeu boa chance. As duas equipes terminaram a partida certas que o campeonato estava em aberto.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro