São Paulo, SP, 15/11/2019
 
23/03/2015 - 15h07m

Caso Neymar: MP pede prisão do atual e ex-presidentes do Barça

Agência Hoje 
Reprodução
O Ministério Público afirma que a fraude pela compra de Neymar é de pelo menos € 13 milhões (R$ 45,4 milhões)
O Ministério Público afirma que a fraude pela compra de Neymar é de pelo menos € 13 milhões (R$ 45,4 milhões)

São Paulo (Agência Hoje) - A Audiência Nacional, órgão que atua como Ministério Público na Espanha, pediu a prisão do ex e do atual presidente do Barcelona, Sandro Rosell e Josep María Bartomeu, por supostos delitos tributários na contratação do atacante Neymar, em 2013.

O juiz que vem conduzindo o processo é Pablo Ruz, a primeira acusação apresentada por ele era contra o clube como pessoa jurídica, e Sandro Rosell, porém, Josep Maria foi adicionado ao processo assim que o Juiz tomou conhecimento de uma nova parcela paga ao jogador, sem o pagamento de impostos.

O Ministério Público afirma que a fraude pela compra de Neymar é de pelo menos € 13 milhões (R$ 45,4 milhões), tal valor seria referente à impostos não- pagos sobre diferentes contratos “secretos” feitos com o jogador e com o seu pai, de 2011 a 2013.

No inicio do ano de 2014, Bartomeu, divulgou, em uma coletiva de imprensa, o contrato de Neymar, e afirmou que além dos € 57 milhões haviam também outros valores referentes aos direitos de imagem do jogador, a comissão de agentes, a empresa do pai do craque N&N, ao Instituto Neymar Jr, e aos valores de luvas, um total de € 86,2 milhões. Em fevereiro do mesmo ano, o Barcelona pagou € 13,5 milhões para evitar qualquer possível divergência.

A pena que o Ministério Público solicita é de sete anos para Rosell, e dois anos para Bartomeu, além disso, solicita também que o clube seja multado em um valor de € 33 milhões ( R$ 115,3 milhões).

O Barcelona anunciou que vai apresentar uma apelação, já que considera que as provas não confirmam os delitos.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro