São Paulo, SP, 12/11/2019
 
18/11/2013 - 09h22m

CET conclui que motofaixa contribuiu para aumentar acidentes em 152%

Agência Hoje 

São Paulo (Agência Hoje) - Levantamento realizado pela CET identificou um aumento de 152% na quantidade de acidentes com vítimas registrados com motocicletas nas motofaixas das avenidas Sumaré e Paulo VI. Em 2012, ocorreram 58 acidentes de trânsito no local, contra 23 ocorrências registradas em 2006, ano de estreia do sistema.

Os dados estatísticos foram suficientes para justificar a readequação do espaço destinado às motocicletas e cancelar as motofaixas. A partir desta segunda-feira, 18, elas darão lugar às faixas exclusivas para ônibus. Ainda no decorrer da semana, deverá ser implementada a padronização de velocidade na via, com limite máximo de 60 quilômetros por hora.

Segundo nota distribuída pela Prefeitura, o projeto motofaixa "não representou num aumento da segurança dos motociclistas. Ao contrário disso. A CET concluiu um levantamento recente sobre acidentes e mortes envolvendo motociclistas nas avenidas Sumaré e Paulo VI: os números retratam um aumento de 152% na quantidade de acidentes com vítima compreendendo motocicletas".

A Prefeitura também adintou que "embora em 2012 nenhum motociclista tenha morrido nas avenidas Sumaré e Paulo VI, no ano passado eles se envolveram em 58 acidentes de trânsito com vítima contra 23 ocorrências registradas em 2006, ano de estreia da motofaixa. Em 2007, após um ano de funcionamento da motofaixa, 50 acidentes de trânsito envolvendo motocicletas vitimaram fatalmente quatro motociclistas nas avenidas Sumaré e Paulo VI".

Frente Segura

Em abril passado, a Prefeitura implantou na cidade o Projeto Frente Segura, uma iniciativa da área de Segurança Viária da CET que consiste na criação de áreas exclusivas de espera junto aos semáforos para motocicletas e bicicletas. Também chamados de bolsões, eles ficam entre a faixa de pedestres e os automóveis parados no sinal vermelho e permitem a saída antecipada, garantindo maior segurança e diminuindo os riscos de acidentes.

Até dezembro próximo, a CET prevê a instalação de 26 bolsões desse tipo nas avenidas Sumaré e Paulo VI, sendo 13 para cada sentido. Caso a experiência continue apresentando bons resultados, outras áreas semelhantes de segurança serão criadas em avenidas e ruas onde há grande fluxo de motocicletas, no centro e também dos bairros.

Como novidade, a Prefeitura informou que a rota de bicicletas existente na região também sofrerá alteração de percurso no trecho da Av. Sumaré: os ciclistas oriundos da Rua Turiaçu, para atingirem as ruas Aimberê e Ministro Ferreira Alves, serão orientados a prosseguirem pela Rua Turiaçu até a Rua dos Caraíbas, acessando assim a Rua Ministro Ferreira Alves.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro