São Paulo, SP, 18/09/2019
 
19/05/2016 - 10h19m

Chineses são os mais dispostos a acolher refugiados, segundo Anistia Internacional

Agência Lusa 

Pequim - Chineses, alemães e britânicos estão no topo a lista dos povos que demonstram maior vontade de acolher refugiados, de acordo com a organização de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional.

Russos, indonésios e tailandeses são considerados os menos acolhedores dos 27 países analisados no Índice de Acolhimento de Refugiados (Refugees Welcome Index), que mede os níveis de aceitação pública dos refugiados.

O índice coloca os países em uma escala baseada na disponibilidade, manifestada pelos seus cidadãos, para receber refugiados em suas casas, bairros, cidades ou vilas e países. Em todo o mundo, uma em cada dez pessoas está disponível para receber refugiados na sua casa.

Na China, país classificado como o mais acolhedor, 46% das pessoas disse estar disponível para receber refugiados em sua casa.

Na Rússia, país com a pior classificação, 61% disseram rejeitar que os refugiados tenham acesso ao seu país. Para Shetty, há “um sentimento geral de que o Ocidente não deu uma resposta” apropriada no apoio aos refugiados.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro