São Paulo, SP, 17/06/2019
 
05/10/2015 - 08h58m

Chuva antecipa fim de evento-teste de Bike BMX no Rio de Janeiro

Agência Brasil/Vinícius Lisboa 
Prefeitura do Rio de Janeiro/Beth Santos
Evento-teste teve seu fim antecipado por causa da chuva que caiu na tarde deste domingo na zona oeste do Rio
Evento-teste teve seu fim antecipado por causa da chuva que caiu na tarde deste domingo na zona oeste do Rio

Brasília - Depois de ter sido adiado por pedidos de modificação na pista masculina, o evento-teste do esporte Bike BMX teve seu fim antecipado por causa da chuva que caiu na tarde deste domingo (4) na zona oeste do Rio. Pouco antes das 15h, começou a chover no Parque Radical, onde ficam as pistas, que chegaram a ser cobertas com lona na esperança de que o tempo melhorasse e as provas fossem retomadas.

O diretor de Esportes do Comitê Rio 2016, Agberto Guimarães, explicou que o encerramento antes do previsto foi necessário por questões de segurança: "Não se pode correr em uma pista molhada e expor os atletas a qualquer tipo de risco que não foi calculado."

Moradores de bairros próximos chegaram a ser trazidos para assistir às competições em um ônibus, mas, quando a chuva ficou mais forte, eles deixaram o parque com a mesma carona.

Os organizadores aguardaram até as 16h para avaliar as possibilidades de continuar, mas, como a chuva não parou, decidiu-se premiar os que estavam mais bem classificados nas etapas que chegaram a ser realizadas.

Entre as mulheres, a colombiana Mariana Pajon foi a primeira colocada, seguida pela venezuelana Stefany Hernandez e pela americana Brooke Crain. Já entre os homens, Edzus Treimanis, da Letônia, levou o ouro, o francês Amidou Mir, a prata, e o brasileiro Renato Rezende, o bronze.

Renato Resende explicou que o fato de ter sido modificada de ontem para hoje contribuiu para que a pista ficasse mais permeável à chuva, já que as vias do percurso de BMX são cobertas com um produto semelhante a uma cola, que demora de dois a três dias para secar. Ele avalia, no entanto, que as modificações feitas pela organização do evento melhoraram a pista: "É uma das mais radicais em que já corri. Está bem legal. Acho que o público vai gostar", disse.

Mesmo após as modificações exigidas pelos atletas e que forçaram o adiamento do evento-teste de bike BMX para hoje (4), a pista masculina não foi usada para as competições do Aquece Rio. Segundo o diretor de esportes da Rio 2016, Agberto Guimarães, os atletas consideraram que a compactação da pista não estava suficiente depois de ter sido alterada de ontem para hoje. Apesar disso, os atletas usaram a pista para treinar na parte da manhã e recomendaram novos ajustes aos organizadores.

"Não estamos decepcionados. Estaríamos se não tivéssemos conseguido testar a pista e ter a avaliação dos atletas e dos técnicos", disse Guimarães. Segundo Guimarães, a Federação Internacional de Ciclismo tinha aprovado a pista anteriormente e mais comunicação entre a federação e os atletas poderia ter evitado o imprevisto. Os atletas se recusaram a correr na pista por considerá-la perigosa, e o evento, que estava marcado para todo o fim de semana, teve que ser realizado apenas no domingo.

O presidente da Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, mostrou-se surpreso com o adiamento, porque o delegado técnico da prova estava ciente da pista que a Federação tinha aprovado. "Me surpreendeu muito o delegado técnico ser fraco e não dar as determinações do que deveria ser feito. Quem quisesse descer, descia. Quem não quisesse deveria procurar outro esporte. Esse esporte é radical", criticou.

Para o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, as mudanças "provaram a capacidade de adaptação dos organizadores". "É por isso que tem evento-teste. Para que a gente possa fazer as modificações que eventualmente são necessárias", afirmou Paes.

Na opinião do atleta brasileiro Anderson Ezequiel de Souza Filho, de 19 anos, a pista ficou mais segura com as modificações: "Com essas mudanças, eu gostei muito. Só falta aperfeiçoar alguns detalhes, mas acho que vai dar tudo certo."

Durante os treinos, a atleta brasileira Bianca Chinaglia sofreu uma queda e teve que ser atendida pelo serviço médico do evento.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro