São Paulo, SP, 26/06/2019
 
09/02/2014 - 09h24m

Cine Olido mostra trabalhos premiados do cinema equatoriano

Agência Hoje* 
Divulgação
Filmes equatorianos premiados serão apresentados no Cine Olido, em São Paulo
Filmes equatorianos premiados serão apresentados no Cine Olido, em São Paulo

São Paulo (Agência Hoje) - Os filmes mais premiados do Equador serão mostrados em São Paulo no período de 18 de fevereiro a 16 de março, no cine Olido, no centro da cidade. A programação inclui trabalhos como "Saudade", "A que distância", "Prometeu Deportado", "Impulso", "Em nome da filha" e "Sara, o Espantalho".

Ainda pouco conhecido no circuito mundial, o cinema produzido no Equador ganha espaço em São Paulo durante a Mostra de Filmes Equatorianos. Produzida em parceria com o Conselho Nacional de Cinematografia do Equador (CnCine) e a produtora Klaxon Cultura Audiovisual, a programação exibe os títulos mais relevantes dos últimos dez anos, lançados com a ajuda da primeira lei de incentivo ao cinema no país, criada em 2006.

A seleção privilegia os filmes mais premiados em festivais internacionais e também aqueles que obtiveram destaque de bilheteria no Equador. Considerada pioneira no renascimento da cinematografia do país, Tania Hermida tem dois de seus longas-metragens na mostra: “A que distância” (2006) e “Em nome da filha” (2011).

O primeiro conferiu à cineasta o prêmio de Diretor Estreante no Festival de Havana (Cuba) e o de Melhor Longa de Estreia, em Montreal (Canadá). O segundo título faturou prêmios nos festivais de Roma (Itália) e também de Havana.

Diretor mais prestigiado internacionalmente, Sebastián Cordero tem sua produção representada por “Pescador” (2011), filme premiado nos festivais de cinema de Guadalajara (México), San Sebastián (Espanha) e Cartagena (Chile). O enredo acompanha um jovem totalmente deslocado por morar com a mãe em uma aldeia de pescadores.

“Melhor não falar de certas coisas” (2012), de Javier Andrade, longa escolhido para representar o Equador no Oscar 2013, também integra a programação do Olido e leva à tela a discussão sobre o consumo de drogas entre dois irmãos. Para o público infantojuvenil, a mostra traz “Sara, o espantalho” (2007), de Jorge Vivanco, que trata da boneca tão bela que atrai, ao invés de afugentar, os pássaros de uma fazenda.

Também integram a seleção filmes de novos diretores, como Juan Carlos Donozo Gomez, com “Saudade” (2013), que fez parte da 37ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, em outubro do ano passado. A produção acaba de estrear no Equador e aguarda lançamento na Europa como parte da programação do Festival de Cinema Latino-Americano de Toulouse (França).

SERVIÇO

Galeria Olido – Cine Olido. Av. São João, 473, Centro. Tel. 3331-8399 e 3397-0171. Próximo das estações República, Anhangabaú e São Bento do metrô.

De 18/2 a 16/3

Ingresso: R$ 1,00

Todas as projeções têm suporte em DVD

Veja a programação completa:

SAUDADE

(Equador/Argentina/Canadá, 2013, 100 min). Dir.: Juan Carlos Donoso Gomez. Com Pancho Baquerizo Racines, Joaquin Davila, José Luis Trujillo e outros. +14 anos

Quando descobre que sua mãe biológica, que nunca conheceu, está gravemente doente, um jovem se vê obrigado a reinventar seu mundo até então sob controle.

| Dia 18, 19h

A QUE DISTÂNCIA

(Qué tan lejos, Equador, 2006, 93 min). Dir.: Tania Hermida. Com Tania Martinez, Cecilia Vallejo, Pancho Aguirre e outros. +14 anos.

Enquanto viajam pelas montanhas de Cuenca, no Equador, Esperanza e Tristeza mergulham numa jornada de autodescoberta.

| Dia 19, 17h

PROMETEU DEPORTADO

(Prometeo deportado, Equador/Venezuela, 2010, 111 min). Dir.: Fernando Mieles. Com Carlos Gallegos, Ximena Miles, Juana Guarderas e outros. +12 anos

Diante das janelas de imigração, os passageiros fazem fila com os documentos nas mãos. Os membros da União Europeia passam sem problemas pela alfândega, enquanto os “outros” esperam. Em meio a queixas e reclamações, um grupo de equatorianos é detido. Todos escondem algo. Entre eles estão Prometeu, um jovem que carrega um baú de mágica em sua bagagem, mas é acorrentado como um delinquente, e Afrodita, que esconde sua verdadeira identidade.

| Dia 20, 17h

IMPULSO

(Equador, 2009, 83 min). Dir.: Mateo Herrera. Com Cecilia Vallejo, Erika Granda, Carlos Racínes e outros. +16 anos

Cansada de sua vida na cidade, Jessica decide ir para o campo em busca de seu pai. Recebida pelos tios e um primo em uma fazenda inicialmente acolhedora e familiar, ela passa a vivenciar acontecimentos estranhos. Enquanto inicia um relacionamento amoroso com o primo, o ambiente fica cada vez mais inquietante.

| Dia 20, 19h

ATRÁS DE TI

(A tus espaldas, Equador/Venezuela, 2010, 76 min). Dir.: Tito Jara. Com Gabino Torres, Jenny Navas, Lili Alejandra e outros. +14 anos

A estátua da Nossa Senhora que coroa El Panecillo, monte que divide a capital Quito em duas, observa e sorri ao norte da cidade onde vivem as pessoas mais bem estabelecidas. Ao sul, área mais populosa, os pobres apenas conseguem ver as costas da Nossa Senhora. Nesse contexto, um jovem trabalha em um banco e procura esquecer e ocultar a própria origem humilde e sua identidade racial mestiça.

| Dias 21 e 27, 17h

SARA, O ESPANTALHO

(Sara, la espantapájaros, Equador, 2007, 70 min). Dir.: Jorge Vivanco. Com Flormarina Montalvo, Lenin Zambrano, Elena Larrea e outros. Livre

Farta com o fato dos pássaros comerem o milho de sua propriedade, a família de Yuyari o encarrega de fabricar um espantalho. O resultado é Sara, que fica bela a ponto de atrair mais pássaros. Ao ganhar vida, a boneca confessa que seu maior desejo é voar, fazendo Yuyari partir em uma aventura para ajudá-la.

| Dia 22, 15h

PESCADOR

(Equador/Colômbia, 2011, 96 min). Dir.: Sebastián Cordero. Com Andrés Crespo, María Cecilia Sánchez, Carlos Valencia e outros. +16 anos.

Blanquito tem 30 anos e mora com a mãe num pequeno povoado pesqueiro da costa norte do Equador. Ele não é pescador, sente que esse não é seu destino e, diariamente, ameaça partir em busca de seu suposto pai. Lorna, a misteriosa mulher por quem é obcecado, também deseja sair dali. Em uma manhã, quando uma série de caixas é levada à beira da praia pela maré, eles verão uma oportunidade de deixar o povoado.

| Dia 22, 17h

COM MEU CORAÇÃO EM YAMBO

(Con mi corazón em Yambo, Equador, 2011, 140 min, documentário). Dir.: Maria Fernanda Restrepo. +12 anos

Em 1988, quando a diretora tinha 10 anos, seus dois irmãos, de 14 e 17 anos, deveriam buscá-la em uma festa infantil, mas não apareceram. Depois de um ano de angústia, ela descobre que naquele dia os rapazes foram torturados e assassinados pela polícia equatoriana, sem razão alguma, e seus corpos nunca foram encontrados.

| Dia 22, 19h

EM NOME DA FILHA

(En el nombre de la hija, Equador, 2011, 103 min). Dir.: Tânia Hermida. Com Eva Mayu Mecham Benavides, Markus Mecham Benavides e outros. Livre

Ambientada no verão de 1976, a história conta a história de uma menina de 9 anos cujo nome está em disputa. Manuela tem o nome de seu pai, socialista e ateu, mas sua avó, católica e conservadora, insiste em chamá-la, como a todas as primogênitas da família, Dolores. Determinada a defender as ideias do pai, Manuela enfrenta os parentes, até que um encontro inesperado a obriga a enfrentar a si mesma.

| Dia 23, 15h

MELHOR NÃO FALAR DE CERTAS COISAS

(Mejor no hablar de ciertas cosas, Equador, 2012, 100 min). Dir.: Javier Andrade. Com Andrés Crespo, Victor Aráuz, Francisco Savinovich e outros. +14 anos.

Paco e Luis, seu irmão mais novo, levam vidas sem rumo, com grande consumo de drogas. Certo dia, em desespero, eles decidem roubar um cavalo de porcelana da casa de seus pais, dando sequência a momentos que os assombrarão para sempre.

| Dia 23, 17h

AVÔS

(Abuelos, Equador/Chile, 2010, 92 min, documentário). Dir.: Carla Valencia Dávila. Livre

Viagem pessoal em busca de dois avôs. Dois sonhos que se refletem em duas paisagens: uma de frondosas montanhas, outra do desolado e árido deserto de Atacama.

| Dia 25, 19h

QUANDO A MORTE NOS VISITOU

(De cuando la muerte nos visitó, Equador, 2003, 81 min, documentário). Dir.: Yanara Guayasamín. +12 anos

Todos os povos do mundo criaram lendas, relatos e mitos tentando encontrar um sentido, talvez um antídoto, para a inexorabilidade da morte. Num dia qualquer de um recôndito povoado da costa equatoriana, sucessivos personagens apresentam a verdadeira protagonista da história.

| Dia 26, 17h

OS MUROS SILENCIOSOS

(Labranza oculta, Equador, 2010, 65 min). Dir.: Gabriela Calvache. Com Segundo Caiza, Luis Cando, Julio Ambas e outros. +12 anos

É no interior das moradias, atrás de suas paredes silenciosas, que se escondem os mais recônditos e intensos segredos humanos. Assim acontece com a Casa de Alabado, parte do centro histórico de Quito sobrevivente do tempo e de toda sorte de mudanças, local de extraordinária beleza que esconde a trágica história das massas indígenas.

| Dia 27, 19h

BALTAZAR USHKA, O TEMPO CONGELADO

(Baltazar Ushka, el tiempo congelado, Equador, 2008, 22 min, documentário). Dir.: Igor e José Antonio Guayasamín. +12 anos

A 6.267 metros de altura, no vulcão mais alto do mundo, trabalha Baltazar Ushka há mais de 30 anos. Toda uma comunidade costumava tirar gelo do vulcão, transportá-lo e depois vendê-lo, mas agora só resta Baltazar. O filme viaja no tempo de maneira circular, coerente com a cosmovisão indígena, fazendo um retrato da vida do último “geleiro” do Chimborazo.

YAKUAYA, A ESSÊNCIA DA ÁGUA

(Yakuaya, la esencia del agua, Equador, 2012, 54 min, documentário). Dir.: Marcelo Castillo. Com Washington Serrano, Segundo Duqye e Gabriela C. Zambrano. +12 anos.

Yakuaya (Yaku = água, aya = essência, sangue e espírito) é um documentário que acompanha a viagem de uma gota d’água, desde sua origem em uma geleira até a chegada ao mar. Em seu trajeto, o líquido influi na vida de um camponês, reveste o ritmo de uma fábrica, reúne as pessoas de uma cidade, revitaliza a vida de um homem e de uma mulher, conduz o navegante de um rio, desperta a esperança num deserto e acolhe a inocência das crianças na beira do mar.

| Exibições seguidas. Dia 28, 17h

* Com informações de Natália Tayota

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro