São Paulo, SP, 24/06/2019
 
06/03/2015 - 16h03m

Cinemateca Brasileira tem especial do Dia Internacional da Mulher

Agência Hoje  
Reprodução
Poster do filme "Copacabana", de Marc Fitoussi
Poster do filme "Copacabana", de Marc Fitoussi

São Paulo (Agência Hoje/Isabela Guiaro) - Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, que acontece no próximo domingo, dia 8 de março, a Cinemateca separou dois curtas e um longa-metragem brasileiros para uma sessão especial ao ar livre na área externa do local. A entrada é franca.

A programação começa às 20h com o curta "Eh Pagu, Eh!" (1981), de Ivo Branco. Logo em seguida, começa a exibição de "Mulheres de cinema" (1976), de Ana Maria Magalhães, e, por último, o longa "Copacabana" (2010), de Marc Fitoussi. A organização do local sugere que o público leve almofadas, cadeiras dobráveis, de praia, cobertores e outros objetos que o façam ficar à vontade.

Saiba mais sobre a sessão:

"Eh Pagu, Eh!", de Ivo Branco

São Paulo, 1982, 16mm, pb, 16' | Exibição digital

com Aldo Bueno, Clodomiro Bacellar, Edith Siqueira, Julio Calasso

Vida e da obra de Patrícia Galvão (Pagu), um dos nomes mais importantes do movimento feminista brasileiro. Casada com Oswald de Andrade, participou do Movimento Antropofágico. Foi jornalista, escritora e tradutora e ficou presa por quase cinco anos durante a ditadura Vargas por ser militante do PCB.

Não indicado para menores de 12 anos

"Mulheres de cinema", de Ana Maria Magalhães

Rio de Janeiro, 1976, 16mm, cor, 38' | Exibição digital

O curta fala sobre a participação profissional da mulher, como atriz ou integrante da equipe técnica, ao longo da história do cinema brasileiro, resgatandi importantes figuras do nosso cinema, como Aurora Fulgida, Eva Nil, Carmem Santos, Gilda de Abreu, Carmem Miranda, Eliana, Norma Bengell, Helena Ignêz e Leila Diniz. Narração de Ana Maria Magalhães e Hugo Carvana.

Livre

"Copacabana", de Marc Fitoussi.

França, 2010, 35mm, ficção, cor, 107’ | Legendas em português

Com Isabelle Huppert, Lolita Chammahi, Aure Atika

Apaixonada pelo Brasil e sonhando em conhecer o Rio de Janeiro, Babou passou a vida ignorando as convenções sociais. Levou uma vida nômade ao lado da filha Esmeralda, além de nunca ter se casado ou tido um emprego fixo. Esmeralda, com vergonha da mãe, planeja não convidá-la a seu casamento. Ferida em seu amor maternal, Babou decide mudar e vai atrás de um emprego. É contratada para vender apartamentos no litoral em pleno inverno e, para sua própria surpresa, torna-se a funcionária modelo. Agora precisa encontrar um presente de casamento digno de sua filha e, ao mesmo tempo, sincero de sua parte.

Não indicado para menores de 12 anos

SERVIÇO

Sessão especial do Dia Internacional da Mulher

Local: Cinemateca Brasileira

Endereço: Largo Senador Raul Cardoso, 207 - próximo ao Metrô Vila Mariana

Telefone: (11) 3512-6111 (ramal 215)

www.cinemateca.gov.br

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro