São Paulo, SP, 19/06/2019
 
06/06/2012 - 15h37m

Comerciante é suspeito de tentar incendiar prédio da prefeitura

Folhapress 

RIBEIRÃO PRETO, SP (Folhapress) - Um homem foi detido ontem sob suspeita de tentar atear fogo no palácio Rio Branco, prédio tombado pelo patrimônio histórico que abriga a Prefeitura de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo).

O suspeito é o comerciante Luís Sérgio Hernandes, que prestou depoimento na Polícia Civil e foi liberado.

A funcionária pública Ione Silva, atendente da prefeitura, disse que Hernandes passou três vezes pelo palácio. Na primeira delas, para pedir informação sobre um imóvel.

Em seguida, segundo Ione, ele voltou querendo falar com um advogado. A atendente diz que ele foi orientado a procurar a Defensoria Pública.

Quando retornou pela terceira vez, minutos depois, segundo a atendente, ele estava com uma garrafa de gasolina. O suspeito jogou o líquido no chão de madeira e Ione chamou a Guarda Municipal, que deteve o comerciante.

Segundo a Polícia Civil, Hernandes não confessou que colocaria fogo na prefeitura e disse que o ato foi um protesto por não conseguir os documentos de um imóvel herdado do irmão.

O delegado Marcelo Velludo, do 1º Distrito Policial, disse que uma caixa de fósforos foi encontrada no bolso do comerciante.

A reportagem não conseguiu ouvir Hernandes na manhã de hoje.

O palácio Rio Branco foi inaugurado em 1917. O prédio abriga o gabinete da prefeita e as secretarias de Governo e da Casa Civil, entre outros órgãos da administração municipal.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro