São Paulo, SP, 23/09/2019
 
01/12/2014 - 14h51m

Companhias latinas de dança contemporânea se apresentam em SP

Agência Brasil/Elaine Patricia Cruz 
Reprodução
Espetáculo Albedo, da Companhia paulistana Maurício de Oliveira e Siameses
Espetáculo Albedo, da Companhia paulistana Maurício de Oliveira e Siameses

São Paulo - Treze companhias de dança da Colômbia, do México, da Costa Rica, Bolívia, do Paraguai, Uruguai e da Venezuela se apresentam em São Paulo no mês de dezembro na Dança à Deriva - 2ª Mostra Latino-Americana de Dança Contemporânea.

O evento, gratuito, ocorre desta segunda-feira (1º) a 8 de dezembro no Centro de Referência da Dança, localizado nos Baixos do Viaduto do Chá, ao lado do Theatro Municipal, no centro da capital.

O festival vai receber 25 companhias, coletivos e artistas independentes de dança, sendo 12 deles grupos de São Paulo, da Bahia, do Ceará, de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul.

De acordo com Solange Borelli, diretora-geral do Dança à Deriva, o evento pretende “agregar inúmeras companhias, coletivos e artistas independentes da dança contemporânea da América Latina”.

Segundo ela , a mostra de dança parte do conceito de uma “imersão poética”. “ Essa ideia de agregar é a de provocar uma imersão. Eles [os grupos] não vêm apenas para apresentar e mostrar seus trabalhos: ficam imersos nessa partilha de experiências durante oito dias. Há atividades que ocorrem a partir das 10h30 e se estendem até as 22h30”, explicou a diretora à Agência Brasil.

Além dos 28 espetáculos de dança, o evento conta com intervenções, saraus, fóruns de debate e videodança. Diariamente haverá também workshops pela manhã e um espaço, chamado de Derivas Partilhadas, em que artistas, coreógrafos e diretores se reunirão para uma roda de conversa.

A mostra será aberta nesta segunda-feira com o espetáculo Albedo, da Companhia paulistana Maurício de Oliveira e Siameses, que apresenta o personagem Dom Quixote como uma espécie de fio condutor da história, trabalhando com o imaginário e o real.

Na terça-feira (2), um dos destaques é o espetáculo Duo para Dois Perdidos, da paulistana Cia. Dual, baseada no texto teatral de Plínio Marcos Dois Perdidos Numa Noite Suja. A companhia colombiana La Perforadora apresenta o espetáculo Motación, uma composição cênica em que os bailarinos interagem com personagens projetados, recordando momentos clássicos de desenhos animados e videogames antigos.

A mostra será encerrada segunda-feira (8) com o espetáculo Um Poema para Carmen, uma homenagem à artista Carmen Miranda apresentada pelo Núcleo de Dança e Performance Marcos Sobrinho.

Os espetáculos ocorrem sempre das 18h às 21h e os ingressos podem ser retirados no local com uma hora de antecedência. A programação e mais informações sobre o festival podem ser encontradas na página da mostra na internet.

Acesse AQUI a página da mostra.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro