São Paulo, SP, 08/12/2019
 
20/06/2016 - 10h03m

Confira 50 confrontos imperdíveis dos jogos olímpicos do Rio 2016

Portal EBC/Edgard Matsuki, Gésio Passos e Nathália Mendes  
Agência Brasil/Tomaz Silva
Faltam menos de dois meses para o início da competição
Faltam menos de dois meses para o início da competição

Brasília - A contagem regressiva para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro está se esgotando. Faltando menos de dois meses para o início da competição, os torcedores já começam a ter ideia de alguns confrontos que estão por vir.

Para quem ainda não entrou no “clima olímpico”, o Portal EBC separou 50 destes embates que são imperdíveis. Alguns (principalmente em esportes coletivos que já realizaram sorteio de chaves) estão confirmados. Outros devem acontecer se estrelas confirmarem o favoritismo. Confira:

Confirmados

1) Futebol Masculino – Portugal x Argentina

Este tinha tudo para ser o duelo entre os craques Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, mas possivelmente nenhuma das estrelas das duas seleções estará nos Jogos Olímpicos do Rio - a presença do melhor do mundo já foi descartada pelo técnico Tata Martino, e o atacante português não deve preencher uma das vagas destinadas aos jogadores com mais de 23 anos por estar envolvido com a disputa da Eurocopa.

Mesmo assim, o encontro dos dois times olímpicos têm tudo para ser um dos mais fortes da fase de grupos. A Argentina é uma das forças mundiais do futebol de base, e coleciona dois ouros (2004 e 2008) e duas pratas (1928 e 1996) em sua história olímpica. Já estão pré-convocados nomes como Mauro Icardi, da Internazionale, Paulo Dybala, da Juventus, Jonathan Calleri, do São Paulo, Luciano Vietto, do Atlético de Madrid e Lucas Romero, do Cruzeiro. Portugal chega para sua quarta participação em Olimpíadas, em busca de sua primeira medalha. A esperança recai em sua promissora geração, que conta com nomes como Renato Sanches e Rúben Neves. A partida do dia 4 de agosto promete ser eletrizante.

2) Futebol Masculino - Suécia x Nigéria

Outra partida do torneio de futebol masculino que será interessante de ser assistida é o confronto entre Suécia e Nigéria. A equipe africana é uma das mais tradicionais em se tratando de torneios de categorias de base. Nas Olimpíadas, a Nigéria ganhou o ouro em Atlanta, 1996, e a prata em Pequim, 2008. Já a Suécia pode ter o craque Ibrahimovic na competição. Se isso se confirmar, o jogo do dia 7 de agosto ganha mais ainda em atrativos.

3) Futebol Feminino - Alemanha x Canadá

Jogo do dia 9 de agosto reúne, já na primeira fase, um confronto entre duas das seleções mais importantes do futebol feminino da atualidade.

4) Futebol Feminino - Brasil x China

A estreia da Seleção Brasileira de Futebol Feminino no dia 3 de agosto é imperdível para qualquer torcedor. Além de o jogo marcar a volta de estrelas como Marta e Cristiane ao Brasil, o adversário da seleção tem uma das melhores seleções do mundo. A prova da força da China é o fato de ter tirado o Japão, vice-campeãs mundiais, nas eliminatórias asiáticas para as Olimpíadas.

5) Futebol Feminino - Brasil x Suécia

O segundo jogo do Brasil, contra a Suécia no dia 6 de agosto, também será imperdível.

6) Vôlei feminino - Brasil x Rússia

A partida entre Brasil e Rússia nas Olimpíadas de Londres foi um dos mais emocionantes da história do vôlei dos Jogos Olímpicos. O Brasil estava desacreditado na competição e a Rússia atropelando todos os adversários. Mas no confronto, o Brasil venceu por 3 sets a 2. As meninas brasileiras arrancaram para ganha o ouro. A Rússia caiu com apenas uma derrota. Só o fato de a partida do dia 14 de agosto ser a primeira em Olimpíadas após o embate de Londres já faz o jogo valer a pena.

7) Vôlei feminino - EUA x China

Confronto também acontece no dia 14 de agosto.

8) Vôlei masculino - Brasil x Itália

Nas seis últimas edições das Olimpíadas, Brasil e Itália conquistaram quatro medalhas cada uma. Ou seja, a partida, ainda sem data definida (assim como os outros jogos do voleibol masculino), reúne duas das seleções de maior tradição no esporte. Imperdível.

9) Vôlei masculino - Rússia x Polônia

10) Vôlei masculino - Brasil x EUA

11) Handebol feminino - Rússia x Coreia do Sul

A primeira rodada do handebol feminino também promete um grande confronto: Rússia e Coreia do Sul. As russas são uma das grandes forças da modalidade, com quatro títulos mundiais (2001, 2005, 2007 e 2009) e uma medalha olímpica de prata (2008). Se contar os títulos da antiga URSS, que somam mais dois ouros olímpicos (1976 e 1980) e três mundiais (1982, 1986 e 1990). Já a Coreia do Sul é o país de maior tradição na Ásia. Em olimpíadas, o país venceu duas medalhas de ouro (1988 e 1992), três pratas (1984, 1996, 2004) e uma de bronze (2008), além de um título mundial (1990). A partida será em 6 de agosto, às 14h40, na Arena do Futuro.

12) Handebol Feminino - Brasil x Noruega

Brasil e Noruega abrem as partidas de handebol já em 6 de agosto, às 9h30, na Arena do Futuro, pelo Grupo A. O encontro entre a tradição europeia e a esperança sul-americana pode antecipar uma possível final dos jogos. As brasileiras buscam se consolidar no cenário mundial após o título mundial de 2013. Já as norueguesas chegam com o favoritismo de duas medalhas de ouro (2008 e 2012), duas de prata (1988 e 1992) e uma de bronze (2000), além de três mundiais (1999, 2011 e 2015). A melhor colocação da seleção brasileira nos Jogos foi o sexto lugar em 2012.

13) Handebol Masculino - França x Catar

As seleções da França e do Catar fazem um dos jogos mais esperados no Grupo A, em 9 de agosto, às 9h30, na Arena do Futuro. As equipes repetem a final da Copa do Mundo de Handebol, vencida pelos europeus por 25 a 22. A França é a maior vencedora da modalidade, sendo pentacampeã mundial (1995, 2001, 2009, 2011 e 2015) e tendo o bicampeonato olímpico (2008 e 2012). Já o Catar surgiu como zebra no último mundial em 2015. O país do Oriente Médio conta com uma legião estrangeira. O Catar naturalizou diversos jogadores para o Mundial de 2015, como Markovic (Sérvia), Rafael Capote (Cuba) e Bertrand Roiné (França).

14) Handebol Masculino - Suécia x Alemanha

Suécia e Alemanha se enfrentam em 7 de agosto, às 9h30, na Arena do Futuro, pelo Grupo B. As equipes europeias são eternas favoritas por estarem entre as mais tradicionais do mundo, mas nunca terem vencido o ouro olímpico. A Alemanha, onde nasceu o esporte, já conquistou duas medalhas de prata (1984 e 2004) e venceu três mundiais (1938, 1978 e 2007). A Suécia foi por quatro vezes medalha de prata (1992, 1996, 2000 e 2012), além de conquistar quatro campeonatos mundiais (1954, 1958, 1990 e 1999).

15) Basquete Masculino - Brasil x Argentina

Em 13 de agosto, Brasil e Argentina estão em quadra. Só por reunir as duas seleções rivais, a partida já valeria o ingresso. Mas o jogo também apresenta os donos da casa contra uma das melhores seleções do mundo. Prévia de briga por medalha.

16) Basquete Masculino - Brasil x Espanha

Confronto acontece dia 9 de agosto.

17) Basquete Masculino - China x EUA

Além de marcar a estreia do “Dream Team” dos Estados Unidos, favoritíssimo a levar a medalha de ouro, o duelo é a chance de ver como se sai a seleção da China no basquete. Jogo acontece no dia 3 de agosto.

18) Basquete feminino - China x EUA

China e EUA repetem duelo no basquete feminino em 12 de agosto. Entre as mulheres, a China tem chance um pouco maior de derrotar as norte-americanas. Mas o favoritismo ainda é dos Estados Unidos.

19) Basquete feminino - Brasil x Austrália

Partida acontece no dia 6 de agosto.

20) Hóquei sobre grama masculino - Alemanha x Holanda

Nada menos que a grande final dos Jogos Londres 2012 aguarda os fãs do esporte já na primeira fase dos Jogos Rio 2016. Os holandeses, derrotados pelos alemães nas duas últimas edições dos Jogos, têm a oportunidade da revanche em 12 de agosto. Essa é a última partida das duas equipes na fase de grupos: o que significa que a vitória pode ser fundamental para mantê-las vivas na briga pelo ouro.

21) Hóquei sobre grama masculino - Bélgica x Austrália

As duas seleções que decidiram a última Liga Mundial do esporte se enfrentam na fase de grupos dos Jogos Rio 2016 em 9 de agosto.

22) Hóquei sobre grama feminino - Argentina x Austrália

A Argentina é sempre uma das favoritas em qualquer torneio feminino de hóquei sobre grama. O grande teste que Las Leonas têm pela frente na primeira fase é o jogo contra as australianas, tricampeãs Olímpicas (Seul 1988, Sydney 2000 e Atenas 2004). A partida ocorre em 11 de agosto.

23) Hóquei sobre grama feminino - Nova Zelândia x Holanda

Em Londres 2012, as duas seleções fizeram uma das semifinais - e foi a primeira partida a ser decidida nos shootouts em uma edição dos Jogos Olímpicos. Duelo se repete em 12 de agosto.

24) Polo aquático masculino - Brasil x Sérvia

Confronto reúne Brasil, que surpreendeu com 3º lugar no Mundial de Polo Aquático, e a Sérvia, seleção campeã mundial. Ainda não há definição da data do confronto.

25) Polo aquático masculino - Brasil x Hungria

26) Polo aquático masculino - Sérvia x Hungria

27) Polo aquático feminino - EUA x Espanha

28) Polo aquático feminino - Austrália x Brasil

Confrontos prováveis

29) Atletismo – 100m masculino- Justin Gatlin (EUA) x Usain Bolt (JAM)

Bicampeão olímpico, o jamaicano Usain Bolt é a maior estrela do atletismo mundial. Na prova nobre do esporte, os 100 metros rasos, Bolt terá pela frente um grande adversário, o norte-americano Justin Gatlin. Bolt tem o recorde mundial com 9.58 segundos em 2009 e olímpico de 9.63 segundos em Londres 2012. Justin Gatlin, ouro em Atenas 2004, cravou as cinco melhores marcas em 2015, sendo seu recorde de 9.74 segundos.

30) Salto com vara feminino - Fabiana Murer (BRA) x Yarisley Silva (CUB)

Em 2015, Fabiana teve um bom ano, conquistando pratas no campeonato mundial e Jogos Pan-americanos. Nas duas ocasiões foi derrotada pela cubana Yarisley Silva, prata em Londres 2012. Yarisley teve ainda a melhor marca de 2015, com 4,91 metros. Fabiana ficou com a segunda melhor, com 4,85 metros. O recorde mundial e olímpico continua coma russa Yelena Isinbayeva, um mito do esporte com as 10 melhores marcas da modalidade. Caso ela consiga reverter a suspensão do atletismo russo e participe das competições, entra no duelo.

31) Salto em altura masculino – Derek Drouin (CAN) x Mutaz Essa Barshim (CAT)

A prova do Rio contará com uma promessa. Mutaz Essa Barshim, do Catar, tem a melhor marca do ano, com 2,40 metros, em 11 de junho na Polônia. O atleta de 25 anos foi bronze em Londres 2012 e tem a quarta melhor marca da história quando saltou 2,43 metros em 2014. Pela frente, ele terá o canadense Derek Drouin, atual medalha de ouro.

32) Atletismo - revezamento 4x100 masculino – Jamaica x EUA

A Jamaica segue como a grande potência no revezamento 4 x 100 masculino. O recorde olímpico no revezamento é da equipe jamaicana com 36.84 segundos em Londres 2012. A possível presença de Usain Bolt e Yohan Blake deixa a equipe mais perto do tricampeonato olímpico. Os grandes adversários da prova são os Estados Unidos, que podem contar com Justin Gatlin e Tyson Gay.

33) Atletismo - revezamento 4x400 masculino – EUA x Trinidad e Tobago

34) Natação - 50m masculino - Bruno Fratus (BRA) x Florent Manaudou (FRA)

35) Natação - 200 m medley masculino - Thiago Pereira (BRA) x Ryan Lochte (EUA)

Na prova de 200 m medley, o norte-americano Lochte só não foi ouro em Olimpíada por competir na mesma época de Michael Phelps. Mas é o atual tetracampeão mundial da prova. Thiago foi medalhista olímpico nos 400 m medley em 2012.

36) Judô - 48 kg feminino - Sarah Menezes (BRA) x Urantsetseg Munkhbat (MON)

37) Judô -78 kg feminino - Mayra Aguiar x Kayla Harrison (EUA)

38) Vela Classe Laser - Robert Scheidt (BRA) x Nick Thompson (GBR)

Um dos maiores nomes da história do esporte olímpico brasileiro, Robert tentará sua 6º medalha olímpica na classe Laser, hoje dominada pelo britânico Thompson, atual bicampeão mundial.

39) Ginástica artística – Argolas - Arthur Zanetti (BRA) x Elelftherios Petrounias (GRE)

Para chegar ao bicampeonato olímpico nas argolas, o brasileiro terá que superar o grego, atual campeão mundial.

40) Canoagem - C1 1000 metros - Isaquias Queiroz (BRA) x Sebastian Brendel (ALE)

O alemão é o grande nome da prova de C1 1.000 metros. No mundial de 2014, o brasileiro vencia o rival, quando caiu da canoa há poucos metros da chegada. Em 2015, eles não se enfrentaram no mundial. A revanche pode ser no Rio.

41) Boxe -60kg masculino - Robson Conceição (BRA) x Lázaro Álvares (CUB)

O melhor pugilista brasileiro terá um adversário duríssimo se quiser buscar o ouro olímpico. O cubano Lázaro venceu os 2 últimos campeonatos mundiais.

42) Tênis – Simples masculino - Novak Djokovic (SER) x Roger Federer (SUI) x Rafael Nadal (ESP)

Esse é um “duelo” triplo. Três dos maiores tenistas da história se enfrentam nos Jogos Olímpicos. É difícil prever quais deles estarão nas finais. Porém, é provável que dois dos três estarão disputando o ouro no tênis masculino.

43) Tênis – duplas masculino - Marcelo Melo e Bruno Soares (BRA) x Andy e Jamie Murray (ING)

No início do ano, Bruno Soares e Jamie Murray ganharam o Aberto da Austrália de Tênis em duplas. Para os jogos do Rio, eles estarão na disputa do ouro ao lado de parceiros de peso. Marcelo Melo é o 1º no ranking mundial de duplas. Andy Murray é o atual medalha de ouro no simples. Na final de 2012, ele venceu Roger Federer.

44) Tênis de mesa feminino - Li Xiaoxia x Ding Ning

45) Tênis de mesa masculino - Ma Long x Zhang Jike

A medalha de ouro da China no tênis de mesa é tão certa quanto a dos Estados Unidos no basquete. Por isso, uma final entre representantes do país no masculino e feminino é provável e imperdível.

46) Rugby sevens masculino - Nova Zelândia x Fiji

Nem sequer os grupos do Rúgby de sete foram definidos, mas o confronto mais esperado é entre seleções da Oceania. A Nova Zelândia foi a equipe do ano de 2015 e venceu o prêmio Laureus. Porém, foi Fiji que ganhou o último World Series de rugby de sete. Provável duelo promete emoções.

47) Ginastica artística masculina por equipes - Japão x China x Grã-Bretanha

48) Vôlei de praia feminino - Larissa/ Talita (BRA) x Walsh/ Ross (EUA)

No ano passado, Larissa e Talita dominaram o circuito mundial. A maior ameaça ao ouro olímpico é a dupla americana, que tem Walsh, simplesmente tricampeã olímpica, ao lado de April Ross, prata nos últimos Jogos Olímpicos.

49) Tiro com arco masculino - Coreia do Sul x Itália

A Coreia do Sul tem o melhor arqueiro da atualidade, Kim Woojin. Mas a Itália é que é a atual campeã mundial. Duelo promete.

50) Hipismo - Salto equipes - Grã-Bretanha x Holanda

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro