São Paulo, SP, 16/06/2019
 
11/03/2015 - 16h49m

Congresso homenageia mulheres com entrega de diploma a seis personalidades

Agência Brasil/Karine Melo 

Brasília - Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, no último domingo (8), uma sessão solene do Congresso Nacional foi realizada nessa quarta-feira (11) para a entrega do Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz 2015 a seis personalidades que se destacaram na luta pelos direitos femininos.

Receberam o diploma a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia, a primeira mulher a presidir a União Nacional dos Estudantes (UNE), Clara Araújo, a doutora em Sociologia e pesquisadora Mary Garcia Castro, a fundadora do Fórum dos Diretos da Criança e do Adolescente de Roraima, Ivanilda Pinheiro Salucci.

Também foram agraciadas a primeira-ministra a presidir o Superior Tribunal Militar (STM), Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha, além da presidenta da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas, Creuza Maria Oliveira. O título foi conferido postumamente a Débora Martins Bonafé dos Santos, fundadora da Associação SOS Mulher Família de Taubaté.

A partir do ano que vem o diploma - até agora conferido somente a mulheres - também poderá ser entregue a homens que se destacarem em prol da causa feminina. Na semana passada, foi aprovado no plenário do Senado o projeto que altera a Resolução 2/2001, de autoria da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), para permitir a indicação de um homem entre os agraciados.

Criado pelo Senado em 2001, o Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz já premiou 70 mulheres. Entre elas, a presidente Dilma Rousseff, a ex-primeira-dama Ruth Cardoso e a fundadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro