São Paulo, SP, 19/12/2018
 
14/12/2014 - 20h14m

Conheça Fujisawa, a "Cidade Inteligente" construída no Japão

Agência Hoje/Sandra Vieira de Mello* 
Divulgação
Vista aérea da cidade de Fujisawa
Vista aérea da cidade de Fujisawa
  • Vista aérea da cidade
  • Vista geral de bairro de Fujisawa
  • A praça central e espaço de convivência
  • Pórtico de entrada
  • Pontos de recarga de veículos movidos a energia
  • A casa padrão possui jardim com plantas nativas da região
  • Caminhos de pedestres entre as casas proporcionam mais segurança para as crianças
  • Painéis solares instalados para atender à iluminação das ruas
  • Pérgolas com painéis solares na praça principal
  • Painel solar para luminária pública
  • Ambiente interno com iluminação através de leds
  • A cidade é monitorada por câmeras de segurança
  • Todas as casas possuem painéis solares e baterias para armazenar a energia excedente
  • Câmeras de segurança instaladas em toda a cidade

São Paulo (Agência Hoje) - Acaba de ser inaugurada, no Japão, a Fujisawa Sustainable Smart Town – Fujisawa SST (Cidade Sustentável e Inteligente de Fujisawa). Projeto da Panasonic juntamente com mais sete empresas japonesas e uma americana, a “Cidade do Futuro” teve custo aproximado de R$ 1,3 bilhão e está pronta para receber os moradores.

A cidade está localizada na Província de Kanagawa, a 50 km de Tóquio, região que foi atingida por terremoto e tsunami. O projeto, além de recuperar a área, tem por objetivo aplicar soluções ecológicas e de sustentabilidade energética e, para isso estabeleceu como metas:

  • Redução de 70% das emissões de CO2 por toda a cidade, com a instalação de painéis solares e baterias de armazenamento em todas as casas,
  • Redução de 30% no uso doméstico de água,
  • Taxa de uso de 30% para energia renovável e estoque para sobrevivência de três dias.

 

São 200 mil metros quadrados que abrigarão mil casas. As casas possuem painéis solares para captação de energia solar e o excedente é armazenado em baterias para consumo posterior. A cidade é equipada com sensores de rede que controlam a iluminação pública e evitam o desperdício.

Um “eixo verde” com parque foi implantado ao longo das principais vias. A mobilidade é garantida através de veículos elétricos, disponibilizados para compartilhamento e aluguel, feitos especialmente para aqueles que não possuem automóveis.

Oito serviços inteligentes trazem sustentabilidade para as pessoas e a cidade onde vivem:

Energia

Geração e consumo autônomo de energia e garantia de manutenção de comunicações, iluminação e ventilação, mesmo em casos de emergências.

Segurança

Sistema de portões invisíveis ou cidade fechada virtual, onde a segurança será feita através de um novo modelo, sem barreiras físicas.

Mobilidade

Bicicletas e automóveis movidos a eletricidade.

Comunidade

Sistemas online onde a comunidade pode acessar, através de um portal, consultas dos gastos de energia, reservar bicicletas, fazer compras e uma infinidade de outros serviços.

Saúde

Áreas para lazer e prática de exercícios, casas com ventilação e iluminação naturais, incentivo e facilitação de hábitos mais saudáveis para a população.

Clube de Serviços

Áreas comunitárias, grupos de voluntários e aprendizagem ecológica, programas de incentivo para quem mora, trabalha ou visita a cidade.

Finanças

Através de programas que incentivam a economia de energia e redução de poluentes, os moradores acumulam pontos que reduzem aluguel.

Gestão de ativos

A venda de energia produzida pela cidade gera recursos e melhorias para mais produção, num ciclo que será compartilhado pelos moradores.

* Sandra Vieira de Mello, CAU A16373-2 é Arquiteta e Urbanista. Contribuições para esta Editoria podem ser encaminhadas para o e-mail: hoje.sandra@gmail.com

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro