São Paulo, SP, 24/06/2019
 
28/08/2015 - 10h58m

Copa 2014: Justiça ouve envolvidos na venda de ingressos

Agência Brasil/Vladimir Platonow 
Reprodução
Juizado do Torcedor e dos Grandes Eventos ouviu o depoimento de 20 pessoas
Juizado do Torcedor e dos Grandes Eventos ouviu o depoimento de 20 pessoas

Brasília - Testemunhas de acusação do caso da venda de ingressos desviados da Copa do Mundo de 2014 prestaram depoimentos na Justiça do Rio. O juiz Marcello Rubioli, do Juizado do Torcedor e dos Grandes Eventos, ouviu o depoimento de 20 pessoas, das 25 arroladas pelo Ministério Público (MP).

O magistrado marcou para 8 de setembro a terceira audiência de instrução e julgamento do processo dos 11 acusados de desviar ingressos da Copa para venda ilegal. Na ocasião, será tomado os depoimentos de mais dez testemunhas de defesa arroladas pelos advogados. No dia 15 de setembro vai ocorrer a fase de interrogatórios dos réus.

São réus na ação Mohamadou Lamine Fofana, o "Lamine"; Alexandre da Silva Borges, o "Xandy"; Antonio Henrique de Paula Jorge, "Henrique", o “Pará”, “Patrão” ou “Jogador”; Marcelo Pavão da Costa Carvalho, o “Caju”; Sergio Antonio de Lima, o “Serginho"; Julio Soares da Costa Filho; Fernanda Carrione Paulucci; Ernani Alves da Rocha Junior, o "Junior"; Alexandre Marino Vieira; Ozeas do Nascimento e José Massih.

Eles são acusados de cambismo, desvio de ingresso para câmbio, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e organização criminosa. Raymond Whelan, executivo da empresa Match Services, ligada à FederaçãoInternacional deFutebol (Fifa), também havia sido incluído na denúncia do Ministério Público, mas as acusações contra ele foram arquivadas pela 6ª Câmara Criminal.

*Com informações do site do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro