São Paulo, SP, 17/10/2019
 
28/07/2016 - 21h41m

Defesa de Dilma apresenta 500 páginas com alegações finais na ação de impeachment

Agência Brasil/Iolando Lourenço e Luciano Nascimento 
Agência Brasil/Arquivo
Advogado José Eduardo Cardozo entregou ao Senado documento de 500 páginas com defesa de Dilma
Advogado José Eduardo Cardozo entregou ao Senado documento de 500 páginas com defesa de Dilma

Brasília - A defesa da presidente afastada Dilma Rousseff entregou, há pouco, na Comissão Processante do Impeachment no Senado, os documentos com as alegações finais do processo. A peça, com cerca de 500 páginas, foi entregue pelo ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, um dos advogados da defesa de Dilma.

“É uma peça que sintetiza todas as provas que foram reunidas ao longo desse período: testemunhas, perícias, prova documental. Tudo aquilo está sintetizado, e é feita uma análise das duas denúncias”, explicou Cardozo. Segundo o advogado, na peça da defesa também foram abordados vários fatos que surgiram ao longo desse processo. “Um deles, muito importante, foi a proposta de arquivamento que o Ministério Público Federal fez relativamente ao inquérito que tratava das pedaladas.”

As alegações finais da defesa de Dilma serão agora analisadas pelo relator do processo, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), que deverá apresentar seu parecer sobre o processo até o dia 2 de agosto, quando o relatório será lido na comissão processante.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro