São Paulo, SP, 19/06/2018
 
30/04/2015 - 11h58m

Dia do Trabalho: Motoristas devem evitar horários de pico para viajar com segurança

Agência Hoje 
Reprodução
A partir desta quinta-feira (30), as concessionárias iniciam operações especiais para o feriado do Dia do Trabalho
A partir desta quinta-feira (30), as concessionárias iniciam operações especiais para o feriado do Dia do Trabalho

São Paulo (Agência Hoje) - A partir desta quinta-feira (30), as concessionárias de rodovias paulistas iniciam operações especiais para garantir mais conforto, segurança e agilidade aos usuários que vão viajar no do feriado do Dia do Trabalho, 1º de maio. A previsão é de que o tráfego de saída fique intenso na quinta-feira das 15h às 23h e das 5h ao 13h da sexta-feira. Já o retorno deve movimentar um maior número de veículos das 14h às 22h do domingo.

Durante o feriado, aproximadamente 2,3 milhões de veículos devem circular pelas rodovias concedidas paulistas que saem da Região Metropolitana de São Paulo. Somente no Sistema Anhanguera-Bandeirantes, a previsão é de 660 mil veículos.

Haverá reforço no monitoramento e manutenção dos equipamentos operacionais das rodovias, como call box, câmeras de TV, painéis de mensagem, veículos operacionais e em pessoal. Também está previsto o aumento no número de guinchos, ambulâncias e veículos operacionais em geral, além da realização da operação “papa-fila” nos pedágios para agilizar a passagem nas cabines de cobrança manual, quando necessário. Os sites das concessionárias terão disponíveis, em tempo real, as condições de tráfego do trecho administrado da rodovia.

Boletins de Áudio

No site da ARTESP os motoristas e jornalistas encontrarão o novo serviço da Agência com boletins sonoros sobre as condições de trânsito nas rodovias. Eventuais desvios, acidentes, interdições e situações que demandem atenção especial serão noticiadas no “ARTESP Informa”, espaço dentro do site da Agência onde os usuários das rodovias podem planejar suas viagens. Além disso, o conteúdo dos boletins também é livre para download e veiculação em rádios ou outros veículos, funcionando como uma agência de notícias. Os dados são fornecidos pelo Centro de Controle de Informações (CCI) da ARTESP que controla e fiscaliza as Concessionárias de Rodovias do Estado a partir das imagens das câmeras de monitoramento e de diversos sensores instalados na malha viária. Em feriados e em situações de emergência, a Agência intensifica o monitoramento das operações e da prestação de serviços das concessionárias através do CCI que acompanha toda a movimentação no tráfego e trabalho das equipes de socorro.

Principais Rodovias

No Sistema Anchieta/Imigrantes, a concessionária Ecovias prevê aumento do fluxo a partir das 16h da sexta-feira em direção ao litoral, quando será implantada a operação descida (7X3) para garantir melhor tráfego e segurança para os usuários do SAI. Durante essa operação, os motoristas com destino ao Litoral têm como opção as duas pistas da via Anchieta e a pista sul da rodovia dos Imigrantes. A subida será realizada somente pela pista norte da Imigrantes. A previsão é que a Operação Descida fique em vigor até as 2h da sexta-feira e volte a ser implantada entre 8h e 15h do mesmo dia. A Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), estima que entre 180 mil e 270 mil veículos desçam a serra em direção ao litoral paulista durante o feriado do Dia do Trabalho.

Na volta do feriado, a previsão da Ecovias é que o fluxo de veículos para subir a serra em direção à Capital Paulista intensifique-se às 11h do domingo, quando deve ser implantada a Operação Subida (2×8). Neste esquema, as duas pistas da rodovia dos Imigrantes e a pista norte da Anchieta serão destinadas aos veículos que retornam a São Paulo, enquanto a pista sul da Anchieta ficará à disposição dos motoristas com destino ao Litoral. Vale lembrar que a inversão de sentido das rodovias do SAI, durante as operações de tráfego, acontece apenas no trecho de serra – entre os km 40 e o km 55 da Anchieta, e do km 40 ao km 57 da rodovia dos Imigrantes.

Já no Sistema Anhanguera-Bandeirantes, são esperados 660 mil veículos durantes do feriado. Os horários de maior movimento no Sistema Anhanguera-Bandeirantes estão previstos pela AutoBan para:

- Quinta, dia 30, das 15 às 20 horas;

- Sexta, dia 01, das 10 às 13 horas;

- Domingo, dia 03, das 12 às 20 horas.

Na sexta-feira (1) e no domingo (3), das 14 às 22 horas, os caminhões que se destinam à Capital pela Rodovia dos Bandeirantes devem utilizar a Via Anhanguera no trecho do km 48 ao km 23, entre Jundiaí e São Paulo, acessando a rodovia pela Saída 48 da Bandeirantes. O desvio tem como objetivo melhorar a distribuição do tráfego. A concessionária prestará apoio à fiscalização feita pela Polícia Militar Rodoviária.

Os motoristas que seguem pelo Sistema Catello-Raposo devem encontrar maior movimento nos horários de pico:

- Quinta-feira (30/04) – 14h às 23h (sentido Interior)

- Sexta-feira (1/05) – 6h às 13h (sentido Interior)

- Domingo (3/5) – 10h às 22h (sentido Capital)

A concessionária ViaOeste estima 558 mil veículos irão circular na Castello entre São Paulo e Itu e na Raposo de São Paulo a Araçoiaba da Serra.

As obras em execução no Sistema, que possam causar interferência no tráfego, como desvios ou interdições de pista, serão suspensas durante os horários de pico estabelecidos, para que os usuários possam trafegar com capacidade plena da rodovia. Nos dias 1 (sexta-feira) e 3 de maio (domingo), o tráfego de caminhões estará proibido na rodovia Castello Branco.

No corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto devem circular mais de 800 mil veículos devem passar pelo corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto neste feriado do Dia do Trabalho. A previsão da concessionária Ecopistas é que a movimentação seja maior amanhã, entre três e seis da tarde, e na sexta-feira de manhã, entre nove horas e meio dia. Na volta pra casa, no domingo, o maior fluxo de veículos é esperado entre duas da tarde e cinco horas.

Centro de Controle Operacional

As concessionárias reforçarão o sistema de operação rodoviária, em conjunto com o Policiamento Rodoviário, 24 horas, utilizando equipamentos do Sistema de Monitoramento de Tráfego, como por exemplo, circuito fechado de TV, sistema analisador de tráfego, call box, painéis de mensagens variáveis fixos e móveis, sensor de tráfego, radar fixo e estações meteorológicas.

Emergências

É importante ter em mãos os telefones de atendimento das operadoras das rodovias e da Polícia Militar Rodoviária para eventuais emergências. O serviço de ajuda ao usuário prestado pelas concessionárias de rodovias é gratuito e está disponível 24 horas todos os nos 6,4 mil quilômetros de rodovias concedidas paulistas. O atendimento auxilia desde uma simples troca de pneu até a remoção de vítimas de acidentes e prestação de primeiros socorros.

Confira os contatos de emergência da ARTESP, DER, DERSA, Polícia Rodoviária e das concessionárias que administram a malha rodoviária paulista:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro