São Paulo, SP, 17/09/2019
 
23/05/2014 - 19h56m

Dicas de fim de semana diverte o público com peças, danças e shows

Agência Hoje 
Divulgação
Ninhos é o espetáculo do Sesc Belenzinho, com direção de Georgia Lengos e o grupo Balangandança Cia
Ninhos é o espetáculo do Sesc Belenzinho, com direção de Georgia Lengos e o grupo Balangandança Cia
  • Espetáculo do Grupo Balagandança está ganhando elogios de crianças e adultos

São Paulo (Agência Hoje) - As atrações do último fim de semana de maio, nas proximidades das estações do Metro de São Paulo, ficam por conta de espetáculos infantis, exposições, peças de teatro, danças e shows. Apresentações de clássicos da música brasileira e de bandas que tocam rock das décadas de 80 e 90 chamam a atenção do público.

Veja os melhores lugares para aproveitar bem o fim de semana de maneira agradável e gastando pouco:

ESTAÇÃO BELÉM

Com direção de Georgia Lengos, a Balangandança Cia. apresenta seu novo espetáculo intitulado Ninhos, Performance para Grande Pequenos. Seis bailarinos usam como ponto de partida tocos de madeira de diferentes alturas. Os adereços cênicos representam os ninhos, espaços que servem de apoio para voos, descobertas e brincadeiras.

As coreografias da trupe são inspiradas nos movimentos de pássaros e os integrantes também executam música ao vivo, com instrumentos como violão e trompete. Participam Dafne Michellepis, Alexandre Medeiros, Maristela Estrela, Coré Valente, Alan Scherk e Clara Gouvêa (45 min).

Recomendado para crianças a partir de 4 anos. Sábado e domingo, às 16h. Grátis. Até 8 de junho. Na Praça do Sesc Belenzinho, que fica na Rua Padre Adelino, 1000, próxima à Estação Belém. O telefone é (11) 2076-9700.

ESTAÇÃO FARIA LIMA

A artista japonesa Yayoi Kusama, que vive há anos em uma clínica psiquiátrica no Japão, traz para o Instituto Tomie Ohtake as bolinhas que diz ver no dia a dia. São 100 trabalhos entre pinturas, esculturas, vídeos e instalações, produzidos entre 1949 e 2012. As peças mostram por que ela é uma das artistas mais importantes do pós-guerra. Terça a domingo e feriados, das 11h às 20h. Grátis. Até 27 de julho. O Instituto Tomie Ohtake fica na Rua Coropés, 88, próximo à Estação Faria Lima. O telefone é (11) 2245-1900.

ESTAÇÃO SÉ

Escrito e dirigido por Grace Passô, o drama Os Ancestrais, do Grupo Teatro Invertido, investe em tons fantásticos. As contradições e a incomunicabilidade movimentam uma família depois de uma tragédia. Com Dimitrius Possidônio, Kelly Crifer, Janaína Morse, Leonardo Lessa e Rita Maia (80 min). 14 anos. Quinta a domingo, às 19h15. Grátis.

Ingressos distribuídos uma hora antes. Até 1º de junho. Na Caixa Cultural (80 lugares), que fica na Praça da Sé, 111, próxima à Estação Sé. O telefone é (11) 3321-4400.

ESTAÇÃO REPÚBLICA

O solo Zoopraxiscópio, do bailarino Roberto Alencar, pretende trazer à cena detalhes dos passos que costumam passar despercebidos (60 min). Livre. Sexta (23) e sábado (24), às 20h; domingo (25). Às 19h. Grátis. Ingressos distribuídos uma hora antes. Na Galeria Olido – Sala Paissandu (35 lugares), que fica na Avenida São João, 473, próxima à Estação República. O telefone é (11) 3331-8399.

ESTAÇÃO CARANDIRU

Ainda parece cedo para uma efeméride, já que o samba celebra 100 anos de existência só em 2016. Mas, para comemorar, foi convocado um quarteto que entende tudo do assunto. Alcione, Diogo Nogueira, Martinho da Vila e Roberta Sá encerram, em apresentação gratuita no Parque da Juventude, a série do projeto Nivea Viva o Samba, que passou por cinco capitais.

O repertório é sustentado por clássicos como A Voz do Morro, de Zé Keti, Aquarela Brasileira, de Silas de Oliveira, e O Mundo É um Moinho, de Cartola, além de faixas de João Nogueira, Chico Buarque, Gonzaguinha, Noel Rosa e Paulinho da Viola. Ao longo dos 27 números do show, os artistas surgem sozinhos no palco, em dueto e todos juntos no final para entoar o hino Com Isto Aqui, o que É?, de Ary Barroso.

Em momentos-solo, Martinho ainda deve levantar a plateia com Casa de Bamba e Marrom solta o vozeirão em Não Deixe o Samba Morrer. Impossível não fazer coro. Uma banda de 19 músicos acompanha os bambas. A direção é de Monique Gardenberg. Livre. Domingo (25), às 16h30. Grátis. O Parque da Juventude (15.000 pessoas) fica na Avenida Cruzeiro do Sul, 2630, próximo à Estação Carandiru. Informações: 0800-776-4832.

ESTAÇÃO PALMEIRAS-BARRA FUNDA

A edição deste ano do Cultura Inglesa Festival traz como atração mais importante o The Jesus and Mary Chain, banda dos irmãos escoceses Jim e William Reid que se frmou como um dos destaques do rock das décadas de 80 e 90. No repertório, um passeio pela carreira bem-sucedida, incluindo faixas do renomado álbum Psychocandy, que no ano que vem completará 30 anos.

Los Campesinos!, conjunto indie do País de Gales, e Voliere, formado por alunos da Cultura Inglesa com influências de Foo Fighters e Muse, completam a programação. Para garantir seu ingresso, é necessário reservar no site www.livepass.com.br  (neste caso pagam-se R$ 5,00 de taxa de conveniência) ou retirar no Teatro Gazeta (Avenida Paulista, 900, Trianon-Masp) ou no Estádio do Morumbi. 14 anos.

Domingo (25), a partir das 12h. Grátis. No Memorial da América Latina – Praça Cívica (20.000 pessoas), que fica na Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664, próximo à Estação Palmeiras-Barra Funda. O telefone é (11) 3823-4600.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro