São Paulo, SP, 15/12/2019
 
11/07/2012 - 17h28m

Em 12 anos, Palmeiras viu passar 23 técnicos e 252 jogadores

Folhapress/Rafael Reis 
Divulgação
Defesa do Coritiba tentando parar Valdívia, em confronto entre as equipes
Defesa do Coritiba tentando parar Valdívia, em confronto entre as equipes

SÃO PAULO, SP  (Folhapress) - O Palmeiras tenta conquistar hoje, em Curitiba, pela segunda vez a Copa do Brasil para disputar a Libertadores de 2013 e ainda encerrar um jejum de títulos nacionais que já dura 12 anos, 252 jogadores e 23 técnicos.

Esse é o número de atletas que jogaram ou ainda jogam pela equipe e não venceram nenhuma competição de relevância nacional desde a conquista da Copa dos Campeões de 2000. Este torneio, que não existe mais, valia ao campeão uma vaga na Libertadores.

No período, o Palmeiras venceu apenas a Série B do Brasileiro, em 2003, e o Paulista de 2008.

Ao longo dos 12 anos de tabu, o clube teve vários medalhões, como Gamarra e Edmundo, além de jogadores campeões mundiais como Edmilson, Juninho Paulista, Denilson, Roque Júnior, e Zinho -estes dois últimos, já na segunda passagem pelo clube, não conquistaram nada.

Mas também utilizou uma grande quantidade de jogadores que o torcedor sonha esquecer ou que já apagou da memória: Gioino, Alex Afonso, Rovilson, Kahê e Jumar, entre outros.

Além dos 252 jogadores, 23 técnicos, entre efetivos e interinos, dirigiram a equipe durante o jejum.

A lista tem quase todos os nomes consagrados do futebol brasileiro neste século: Muricy Ramalho, Vanderlei Luxemburgo, Tite, Luiz Felipe Scolari, Emerson Leão. Mas também apostas que não vingaram, caso de Estevam Soares e Paulo Bonamigo.

O tabu já atravessa o mandato de quatro presidentes. Começou com Mustafá Contursi, que comandou o clube de 1993 a 2004, e passou por Affonso della Monica e Luiz Gonzaga Belluzzo até chegar ao atual mandatário, Arnaldo Tirone.

Leia também:

Palmeiras busca título em cima do Coritiba, após jejum de 12 anos

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro