São Paulo, SP, 21/10/2018
 
20/09/2013 - 07h51m

Em Barra Bonita, passeios pelo Tietê de águas limpas são atração turística

Agência Hoje/Emily Pereira 
Divulgação
Eclusa de Barra Bonita possui 142m de comprimento, 12m de largura e 25m de desnível
Eclusa de Barra Bonita possui 142m de comprimento, 12m de largura e 25m de desnível
  • Memorial do Tietê, no centro de Barra Bonita, tem espaço dedicado apenas ao Rio
  • Ponte Campos Salles, feita de aço, é iluminada durante a noite e ganha um charme especial
  • No porto de Barra Bonita por onde passa o Tietê, há grandes barcos à disposição dos turistas para longos passeios pelas águas do rio
  • Museu Municipal possui oito salas, com peças, fotos, objetos pessoais e industriais, e documentos relacionados à história da cidade

Barra Bonita (Agência Hoje/Emily Pereira) - Cidade simpatia, ilha encantada, morada do médio Tietê. Os três são apelidos carinhosos da Estância Turística de Barra Bonita, pequeno município do interior de São Paulo. O rio de águas claras que corta a cidade é diferente do Tietê poluído da Grande São Paulo. A atração mais buscada por quem visita o lugar são os passeios nas embarcações que navegam por ele e acontecem durante todo o ano, atraindo 15 mil turistas por mês.

Sem dúvida, uma ótima oportunidade para admirar diversas espécies de peixes, belas paisagens e ainda fazer a eclusagem, uma grande obra de engenharia hidráulica, ao lado da Usina Hidroelétrica de Barra Bonita. A Eclusa de Barra Bonita foi a primeira do gênero a entrar em funcionamento na América do Sul. Com 142 metros de comprimento e 12 metros de largura, vence um desnível de 25 metros em 12 minutos, possibilitando o tráfego de embarcações de nível a nível.

A cidade de 35 mil habitantes fica a 278 quilômetros da capital, via Botucatu, próxima a Jaú, Igaraçu do Tietê, São Manoel, Mineiros do Tietê e Macatuba. É conhecida por sua natureza encantadora, com muito verde, qualidade de vida, atrativos históricos e, especialmente, a usina de açúcar e álcool e indústrias exportadoras (óleos essenciais e produtos eletrônicos). Sua fundação data de 1883 e seu aniversário é comemorado em 19 de março.

Quem vai até lá não pode deixar de conhecer o Memorial do Tietê, mantido com o Apoio do Departamento Hidroviário, da Marinha do Brasil e da Prefeitura Municipal. Com um acervo repleto de painéis, livros, maquetes, fotos para pesquisa, equipamentos náuticos e videoteca, o Memorial recebe cerca de trinta mil estudantes por ano.

Há também a Ponte Campos Salles, ou Ponte dos Arcos, cartão de visitas e maior patrimônio da cidade, ligando Barra Bonita a Igaraçu do Tietê. Sua estrutura é completamente metálica, importada da Alemanha. A inauguração foi em 1915.

É possível, ainda, conhecer a Praça do Artesanato, na avenida Pedro Ometto, em frente ao porto. Funciona de terça a domingo, inclusive nos feriados.

O Museu Histórico Municipal Luiz Saffi é outra atração que deve ser incluída no itinerário. O espaço possui oito salas, expondo peças, fotos, objetos pessoais e industriais, e documentos relacionados à história e evolução de Barra Bonita. A entrada é gratuita e o museu permanece aberto durante a semana das 9h às 11h e das 13h às 17h. Aos finais de semana e feriados seu funcionamento é das 9h às 17h.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro