São Paulo, SP, 19/06/2019
 
26/05/2015 - 15h43m

Especial "Gêneros do Cinema Mundial": as sequências de Ação

Agência Hoje  
Reprodução
Ator Bruce Willis no filme "Duro de Matar"
Ator Bruce Willis no filme "Duro de Matar"

São Paulo (Agência Hoje/Isabela Guiaro) - Esta sessão, que será atualizada uma vez por semana, foi criada com o intuito de falar um pouco mais sobre os vários gêneros do cinema mundial, como o Musical, o Terror, a Comédia, o Drama, a Ação, a Animação, entre outros. Se você é um cinéfilo de plantão, aproveite!

Os filmes de ação têm como característica principal mostrar o protagonista se envolvendo em inúmeras sequências de violência, cenas de lutas e perseguição para alcançar seu objetivo inicial.

A estrutura desse gênero vem acompanhada de um antagonista que, geralmente, é um empecilho para a realização das tarefas do protagonista. Ele costuma ser o “vilão” que o ameaça de morte e faz de tudo para que ele não sobreviva.

O primeiro filme de ação é “O Grande Roubo do Trem”, lançado em 1903. Nos primórdios do cinema não existia muito deste estilo, sendo que o que havia de mais próximo eram as produções de faroeste dos anos 1920 e 1930.

Já a partir da década de 50, era crescente o número de longas-metragens sobre guerras e caubóis. O diretor Alfred Hitchcock inovou com “Intriga Internacional” (1959) e “Os Canhões de Navarone” (1961).

Nos anos 60 houve a ascensão da série de filmes “007”, na qual o personagem James Bond se tornou um tipo de herói que tinha a necessidade de continuar vivo. As produções ficaram conhecidas pelas longas cenas de perseguições e pelo fato de Bond ser praticamente invencível, além do famoso bordão: “Eu sou Bond, James Bond”.

Longas como “Bullit” (1968), “Operação França” (1971) e “Perseguidor Implacável” (1971) se tornaram grandes concorrentes da franquia de James Bond. Pouco tempo depois vieram “Operação Dragão” (1973) e “O Vôo do Dragão”, introduzindo as artes marciais neste gênero.

Os anos 80 foram a grande era dos filmes de ação, trazendo filmes estrelando atores como Sylvester Stallone, Arnold Schwarzenegger, Bruce Willis, Mel Gibson e Chuck Norris. Nessa época vieram os clássicos “Rambo” (1982), “Indiana Jones” (1981) e “Máquina Mortífera” (1987).

Houve, também, no início da década de 90, uma ascensão de filmes inspirados em histórias em quadrinhos, como “Batman” (1989), dirigido por Tim Burton, “Capitão América” (1990), entre outros. Hoje, este estilo está em alta.

Subgêneros

Ação na comédia - como já diz o nome, este estilo de filme mistura elementos da ação e da comédia. É o caso de “Um Tira da Pesada”, “A Hora do Rush”, “Homens de Preto”, entre outros.

Ação no terror - este subgênero combina as atividades sobrenaturais, como demônios, vampiros, espíritos e zumbis, com as sequências vistas nos filmes de ação. É o caso de “O Corvo” (1994), “O Fim dos Dias” (1999), “Resident Evil” (2002), “Constantine” (2005), “Motoqueiro Fantasma” (2007), “Planeta Terror” (2007), entre outros.

Desastre – neste estilo, o enredo principal se trata de algum tipo de desastre natural que gera um ambiente apocalíptico. É o caso de “Volcano” (1997), “Armagedon” (1998), “O Dia Depois de Amanhã” (2004) e “2012” (2009).

Artes Marciais – incorpora cenas e luta com artes marciais, como pode ser visto nos filmes “Karate Kid” (1984), “Kill Bill” (2003 e 2004) e “Mortal Kombat” (1995).

Sci-fi – a ficção científica invade a ação. É o caso de “O Exterminador do Futuro” (1984), “Aliens” (1986), “Transformers” (2007), “Robocop” (1987) e a série de filmes “Star Wars”, que iniciou em 1977.

Espionagem – a ação é vista com detetives, como nas séries de James Bond e de “Missão Impossível”.

Super-herói – os quadrinhos ganham sua versão no cinema, como em “Super-Homem”, “Batman”, “Homem-Aranha”, entre outros.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro