São Paulo, SP, 18/11/2019
 
28/01/2016 - 13h49m

Famílias brasileiras começam 2016 mais endividadas, diz CNC

Agência Brasil/Vitor Abdala 
Agência Brasil/Arquivo
Percentual de famílias que não terão condições de pagar suas contas também subiu: 9%
Percentual de famílias que não terão condições de pagar suas contas também subiu: 9%

Rio de Janeiro - O ano de 2016 começou com um aumento das famílias endividadas e inadimplentes no país. Segundo dados da Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta quinta-feira (28) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o percentual de famílias com dívidas cresceu de 61,1%, em dezembro de 2015, para 61,6%, em janeiro deste ano. Em janeiro de 2015, o percentual era 57,5%.

Já o percentual de famílias inadimplentes, ou seja, que têm dívidas ou contas em atraso, chegou a 23,7% em janeiro deste ano, taxa superior aos 23,3% do mês anterior e aos 17,8% de janeiro de 2015.

O percentual de famílias que não terão condições de pagar suas contas também subiu: 9%, ante os 8,7% de dezembro e os 6,4% de janeiro de 2015.

A maior parte das dívidas das famílias brasileiras (78,6%) é com cartões de crédito. Em seguida, aparecem dívidas com carnês (16,8%), financiamento de carro (12,5%), crédito pessoal (9,8%) e financiamento de casa (8,1%).

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro