São Paulo, SP, 19/06/2019
 
22/08/2015 - 12h05m

Festival de Artes no Morro do Querosene terá shows com tambor, guitarras e berimbaus

Agencia Hoje 
Divulgação
Orquestra de Berimbaus fará apresentação no Festival de Artes do Morro do Querosene
Orquestra de Berimbaus fará apresentação no Festival de Artes do Morro do Querosene

São Paulo - O Festival de Artes do Morro do Querosene será realizado de 28 a 30 de agosto, com a apresentação de tambores, guitarras, violões, atabaques, berimbaus e muito mais. O evento será o maior já realizado na região do Butantã e dará continuidade ao movimento de 15 anos pela preservação e criação do Parque da Fonte do Peabiru.

De acordo com historiadores e moradores da Vila Pirajussara, o parque tem uma área de 39 mil m2 com três nascentes de água cristalina, é parte do histórico Caminho do Peabiru. Bem antes do descobrimento do Brasil, este caminho era utilizado por povos nativos da América do Sul. Ligava Cuzco, no Peru, a São Vicente no litoral paulista. A área é remanescente da Mata Atlântica e foi tombada em 2012, após lutas da comunidade que agora pede sua transformação em parque municipal.

Além de criar nova mobilização em prol do parque, o festival organizado pela Associação Cultural do Morro do Querosene promete entretenimento de primeira linha, com o ecletismo de suas atrações que vai dos folguedos e manifestações populares às sonoridades e linguagens mais contemporâneas.

Durante todo o sábado e o domingo (dias 29 e 30 de agosto), a partir das 10h30, dezenas de artistas se revezam em dois palcos para apresentações de danças como jongo, samba de roda, capoeira, cacuriá e outras, e shows de reggae, rock, instrumental, rap, salsa e forró.

O público poderá conferir shows musicais de grandes mestres como Dinho Nascimento, Tião Carvalho, Toninho Carrasqueira e Lumumba, além de grupos consagrados como Isca de Polícia, Planta & Raiz, Barbatuques, Treme Terra, Orquestra de Berimbaus do Morro do Querosene, Peixelétrico, Mestre Ananias e Garoa do Reconcâvo, Grupo Cupuaçu e muitos outros.

Simultaneamente, acontecem poesias e apresentações de DJs. Já as oficinas abertas de cinema, bordados, pipas sem cerol, pinturas, tai chi pai lin e bebidas matinais funcionarão aos sábados e domingos, entre 10h30 e 16h.

Roda de Conversa

Na sexta-feira, 28, às 17h, o FAMQ sai em cortejo percorrendo ruas do bairro. Na sequência, às 19h, haverá uma Roda de Conversa com o tema “Água e Cultura” e presença de importantes convidados. “Abordaremos a questão das águas das 450 nascentes da cidade de São Paulo que vão para o bueiro, e não somente as três nascentes localizadas em nosso bairro”, afirma a diretora da Associação Cultural do Morro do Querosene, Cecília Pellegrini.

Entre os convidados para a Roda de Conversa estão: Nabil Bonduki, Secretário de Cultura do Município de São Paulo; José Tadeu Candelária, Secretário do Verde e do Meio Ambiente do município de São Paulo; Maria Rosa da Silva, Subprefeita do Butantã; Júlio Abe Wakahara, arquiteto, museólogo e preservacionista.

Também estarão presentes Eric Galm, etno-musicólogo; Paulo Dias, pesquisador de culturas populares, além de representantes do coletivo Rios & Ruas, Y-Butantã, Instituto Polis, Comissão dos Pontos de Cultura, Existe Água em SP e das aldeias indígenas Tekoá Pyau e Tenondé Porã).

PROGRAMAÇÃO

Sexta-feira – 28 de Agosto - 2015

17h– Cortejo pelas ruas do bairro

19h – Roda de Conversa

Sábado – 29 de Agosto - 2015

Shows

10h30 – Filhas da Floresta

11h00 – Beija Fulô

12h – Marcos Dafeira e o Terno Colorido

13h – Marah Moreira (dança cigana)

13h15 – Cabaret Três Vinténs

14h15 – Toninho Carrasqueira

15h15 – Ideologia Fatal

15h45 – Marquinho Mendonça

16h45 – Treme Terra

17h45 – Henrique Menezes

18h45 – Edsão Mozum

19h – Veja Luz e Lumumba

20h – Gaspar Rapsicordélico

21h – Barbatuques

22h – Peixelétrico

23h – Dinho Nascimento

Dub e Poesia

High Public Sound System

Poesia Maloquerista

Paulo Almeida

Cláudio Laureatti

Tula Pilar

Hamilton Faria

Oficinas: sábado e domingo, das 10h30 às 13h

Tai Chi Pai Lin – c/ Creuza

Bebidas Matinais – c/ Alice Ramos

Cinema – c/ Edu Abad e Edu Paiva

Bordados para crianças – c/ Mariana Accioli

Pintura – c/ Deollynda Brasil (das 14h às 16h)

Domingo – 30 de Agosto - 2015

Shows

10h30 – Orquestra de Berimbaus do Morro do Querosene

11h30 – Roda de Capoeira

12h30 – Mestre Ananias e Garoa do Reconcavo

13h30 – Gabriel Nascimento

13h45 – Grupo Cupuaçu

14h45 – Manos Urbanos

15h45 – Adler São Luiz

16h – Ambulantes

17h – Vitor Trindade

18h – Planta & Raiz

19h – Isca de Policia

20h – Tião Carvalho

21h – Totonho do Tamandaré (Jongo)

Dub e Poesia

High Public Sound System

Nicanor Jacinto

Zinho Trindadec/ Deollynda

Hugo Paz

Dj Bruninho

Banks Back Spin

Barraca cultural receberá coletivos e movimentos para exporem suas lutas e conquistas.

SERVIÇO

Quando: de 28 a 30 de agosto de 2015

(sexta-feira, a partir das 17h; sábado, das 10h30 às 23h; domingo, das 10h30 às 21h)

Onde: Travessa da Fonte e Rua Padre Justino (altura do nº 500 da Av. Corifeu de Azevedo Marques) – Vila Pirajussara (Morro do Querosene), Butantã

Local de fácil acesso, servido por várias linhas de ônibus, próximo à Estação Butantã do Metrô.

Quanto: Gratuito

Informações: Marcado pela diversidade típica de locais com afluxo de migrantes de todas as partes do país, o Morro do Querosene caracteriza-se pela efervescência cultural. Integram o bairro pintores, poetas, músicos, dançarinos, atores, bonequeiros, ceramistas e cineastas que se encontram pelas ruas trocam ideias, fazem projetos conjuntos e gostam de brincar de boi, jogar capoeira, tocar berimbau e dançar ciranda.

Há 15 anos os moradores do Morro do Querosene uniram-se para lutar pela preservação da chamada “chácara”. De lá para cá, muitas foram as vitórias:

· em 2003, nas reuniões do Plano Diretor da Cidade, conseguiram que o local fosse considerado ZEPEC (Zona Especial de Preservação Cultural);

· em 2011, conquistaram o DUP – Decreto de Utilidade Pública para fins da criação do Parque;

· em 2012, o CONPRESP deliberou o tombamento da área como patrimônio ambiental, histórico e cultural;

· em 2014, a Revisão do Plano Diretor registrou esta área como ZPAM (Zona de Proteção Ambiental).

Todas estas ações limitam construções, o que fez com que o valor de compra e venda da área, pertencente a uma única família, caísse bastante. O processo administrativo para compra pela Prefeitura está em fase final. É para alcançar este objetivo que o Morro do Querosene mobiliza-se mais uma vez.

De acordo com Cecília Pellegrini, "manifestar-se por meio da arte sempre foi uma característica da comunidade, e todos os artistas que participam do FAMQ têm em comum a consciência de que é só por meio da ação coletiva, criativa e cidadã que poderemos alcançar os nossos objetivos".

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro