São Paulo, SP, 17/08/2019
 
17/03/2015 - 10h14m

Fifa define as cidades que sediarão os jogos de futebol no Rio2016

Agência Hoje 
Reprodução
O Corinthians pode reaver a decisão se não receber a garantia de liberação imediata dos CIDs para o estádio.
O Corinthians pode reaver a decisão se não receber a garantia de liberação imediata dos CIDs para o estádio.

São Paulo (Agência Hoje) - Na manhã desta segunda-feira (16) ocorreu uma reunião em Zurique (Suiça), sede da Fifa, e foi definido que a cidade de Manaus será uma das seis sedes do futebol das Olimpíadas de 2016. Além disso, ficou decidido que o Rio de Janeiro terá dois estádios no torneio. Já a Arena Corinthians, única sede na cidade de São Paulo, ameaça sair das Olimpíadas.

O governador do Amazonas, José Melo, já havia anunciado em fevereiro, que a capital do estado receberia partidas do jogo. A experiência bem-sucedida na Copa do Mundo em 2014, bem como a necessidade de se espalhar as 58 partidas de futebol feminino e masculino por mais estádios, a fim de que os gramados suportem até o fim do torneiro, pesaram a favor de Manaus.

O Rio de Janeiro terá apenas dois estádios no torneio, o Engenhão que receberá apenas partidas da fase de grupos, já que a partir da segunda semana dos Jogos, será palco do atletismo, e o Maracanã que sediará a final.

Em comunicado divulgado no site oficial do Corinthians, o presidente Roberto Andrade afirmou ser uma grande honra ter a Arena Corinthians como o estádio representante da cidade de São Paulo, porém, o clube pode reaver a decisão se não receber a garantia de liberação imediata dos CIDs (Certificado de Incentivo ao Desenvolvimento) para o estádio.

Os CIDs são o que o clube precisa para poder diminuir a dívida para a construção do estádio. Dos R$420 milhões acordados na gestão anterior, ainda faltam R$40 milhões. Tal valor é concedido em forma de títulos que poderão ser adquiridos por empresas para quitação de impostos.

Estamos atendendo, mais uma vez, um pedido da cidade de São Paulo e precisamos saber quem se responsabilizará e arcará com as obras do overlay (específicas para o evento) e também da liberação dos CIDs. Do contrário, o clube deve rever a decisão de sediar a Olimpíada” - afirmou Andrade.

Em nota, a prefeitura de São Paulo disse que cumpriu a lei, e que o valor de CIDs será liberado em breve, e o que está prejudicando a venda dos títulos a empresas é uma ação do Ministério Público Estadual que questiona a legalidade dos incentivos à construção do estádio, e a Prefeitura não tem responsabilidade nesse processo.

Além dessas três cidades, Belo Horizonte (Mineirão), Brasília (Mané Garrincha) e Salvador (Fonte Nova) também sediaram partidas das Olimpíadas.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro