São Paulo, SP, 22/10/2019
 
20/06/2014 - 23h29m

França se destaca e vence Suiça na partida com maior número de gols na Copa, 5 a 2

Agência Brasil/Marcelo Brandão 
Agência Brasil/Fabio Rodrigues Pozzebom
Goleada da França sobre Suiça faz vibrar a torcedora Zoe de Maisonneuve, na Aliança Francesa
Goleada da França sobre Suiça faz vibrar a torcedora Zoe de Maisonneuve, na Aliança Francesa

Salvador - Ninguém está mais satisfeito nessa Copa do Mundo que o torcedor baiano. Em três jogos, as redes da Arena Fonte Nova, em Salvador, balançaram 17 vezes. Os principais responsáveis foram as seleções da Holanda, Alemanha e França, que golearam seus adversários. Hoje (20), os franceses venceram a Suíça por 5 x 2.

O jogo começou equilibrado, mostrando que a Fonte Nova poderia presenciar o duelo de dois futuros classificados do Grupo E. A primeira boa oportunidade foi com o francês Benzema, aos cinco minutos. Ele tentou bater colocado, mas a bola saiu à direita do gol de Benaglio.

Mas, em apenas dois minutos, a consistência defensiva da Suíça desmoronou, dando o tom do que viria pela frente. Aos 16 minutos, em cobrança de escanteio, Giroud subiu mais que a defesa e cabeceou com força. Benaglio pulou bem e chegou a tocar na bola, mas não evitou o gol. No lance seguinte, a defesa suíça errou e a bola sobrou para Benzema, que tocou para Matuidi bater firme pro gol e marcar 2 x 0 para os franceses.

Aos 29 minutos, a Suíça começou a esboçar uma reação. Shaqiri aproveitou um rebote do goleiro francês e bateu cruzado. Por muito pouco a bola não entrou. Aos 30, porém, um novo susto para os Suíços. Benzema foi derrubado na área por Djourou e o juiz marcou pênalti. Benzema bateu firme, a meia altura, mas Benaglio defendeu. Na sobra, com o gol aberto, Cabaye carimbou a trave, salvando os adversários de uma goleada precoce.

Ainda viva no jogo, a Suíça lutou e tentou agredir a França, sem sucesso. Sempre perigosa nos contra-ataques, a França conseguiu seu terceiro gol. Giroud arrancou sozinho pela lateral e tocou a bola para Valbuena que, com facilidade, estufou a rede suíça. Festa francesa na Bahia.

A Suíça continuou demonstrando valentia no segundo tempo. Sem aceitar o placar desfavorável, tentou agredir o adversário, mas encontrou dificuldades em furar a defesa francesa. Quando conseguiam espaço, finalizavam mal. Aos 12 minutos, Dzemaili bateu com perigo para o gol, mas a bola subiu demais. A resposta francesa veio dois minutos depois. Benzema chutou na entrada da área, a bola desviou na defesa e saiu.

Aos 19 minutos, Mehmedi ficou cara a cara com o goleiro francês. Apesar das tentativas suíças, a vitória já tinha dono. Mortal nos contra-ataques, a França chegou ao quarto gol aos 21 minutos. Pogba, que acabara de entrar, acertou um lindo passe, que furou a defesa suíça e encontrou Benzema dentro da pequena área. O camisa 9 francês se esticou para vencer o goleiro suíço e marcar o quarto gol.

Perplexa, a torcida suíça assistiu ao quinto gol francês, com Sissoko, aos 27 minutos. A Suíça, que tinha conquistado uma vitória heroica contra o Equador, na rodada anterior, teve que tomar um remédio amargo.

Aos 35 minutos, o futebol corajoso dos suíços foi recompensado. Em uma cobrança de falta de muito longe, Dzemaili acertou o canto de Lloris que, traído pela barreira, chegou tarde demais na bola. Orgulhosa, a torcida vermelha aplaudiu. O gol animou os suíços, que ainda fizeram mais um aos 41 minutos. Inler fez o lançamento, a linha de impedimento francesa não funcionou e Xhaka entrou livre na área para bater de primeira e fazer um belo gol.

Mas o jogo foi dos franceses. E o prejuízo só não foi maior para a Suíça porque o juiz apitou o final da partida no momento em que Benzema acertou um chute perfeito, de longe, para marcar o sexto gol. O artilheiro chegou a comemorar, a torcida e o banco de reservas também, mas o árbitro confirmou que a partida já havia terminado.

Com o resultado, a França fica muito perto da classificação no Grupo E. Um empate contra o Equador, dia 25, no Rio de Janeiro, garante aos Bleus a primeira posição no grupo. A Suíça, apesar da derrota, ainda tem chances de classificação e poderá se recuperar diante de Honduras, no mesmo dia, em Manaus.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro