São Paulo, SP, 22/09/2019
 
10/07/2015 - 10h28m

Futebol de Areia: Brasil estreia contra o México nesta sexta-feira, 10

Portal EBC/Gésio Passos 
Reprodução
Brasileiros buscam volta ao topo após amargar um segundo lugar em 2011 e um terceiro em 2013
Brasileiros buscam volta ao topo após amargar um segundo lugar em 2011 e um terceiro em 2013

Brasília - A seleção brasileira começa nesta sexta-feira (10) uma nova disputa pela hegemonia do futebol de areia. O Brasil estreia contra o México no Campeonato Mundial de Beach Soccer que acontece em Espinho, Portugal. Após conquistar quatro títulos mundiais do torneio organizado pela Fifa, os brasileiros buscam a volta ao topo após amargar um segundo lugar em 2011 e um terceiro em 2013.

O futebol de areia brasileiro passou por mudanças organizativa antes do torneio. A modalidade era então organizada pela Confederação Brasileira de Beach Soccer (CBBS), fundada em 1998. Com adoção da modalidade pela FIFA em 2005, as entidades associadas a federação mundial, entre elas a CBF, passaram a ser as representantes oficiais do esporte.

Após um embate jurídico pelo controle da seleção, em junho, às vésperas do Mundial, a CBF anunciou uma parceria com a Confederação de Beach Soccer do Brasil (CBSB), esta fundada a partir de um raxa da antiga confederação da categoria em 2013.

Com as mudanças políticas, um novo técnico foi nomeado para a seleção, o ex-jogador Júnior Negão. Como atleta, Negão foi um dos responsáveis pelo desenvolvimento do esporte no país, além de ter sido o capitão do tri-campeonato brasileiro do Beach Soccer Fifa. Como treinador, ele comandou a seleção no Mundial de 2013.

O veterano Jorginho, aos 40 anos, é um dos destaques da seleção. O pivô vascaíno conquistou oito títulos mundiais quando o campeonato não era organizado pela Fifa. Se afastou da seleção por divergências políticas entre 2006 e 2010 e retornou a seleção para o Mundial de 2011 e 2013. A seleção ainda conta com a habilidade de Datinha, ala de 26 anos que foi o artilheiro do último Campeonato Sul-americano. O maranhense, jogador do Sampaio Correia, marcou 12 gols no campeonato. Reforçam ainda a equipe o experiente goleiro Mão, de 36 anos, jogador do Corinthias, e o zagueiro Fernando DDI, de 34 anos, jogador do Sport Recife.

A seleção mexicana estreia na Copa após conquistar seu terceiro título da Concaf, que engloba a América do Norte, América Central e o Caribe. O pivô Ramón Maldonado, de 26 anos, é o destaque da equipe. O México fez sua melhor campanha no Mundial de 2007, no Brasil, quando foi vice-campeão. Pelos Mundiais da Fifa, a equipe mexicana já enfrentou o Brasil em quatro oportunidades, sendo derrotada em todas as ocasiões.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro