São Paulo, SP, 15/10/2018
 
30/01/2017 - 15h31m

Google, Uber, Starbucks e Airbnb decidem ajudar imigrantes nos Estados Unidos

Agência Ansa/Agência Brasil 

Nova Iorque - Grandes empresas dos Estados Unidos - como Starbucks, Google, Uber e Airbnb – decidiram adotar políticas de apoio a imigrantes. O tema ganhou destaque recentemente após a polêmica decisão do presidente Donald Trump de suspender a entrada de cidadãos de sete países muçulmanos nos EUA por pelo menos 90 dias.

As informações são da Agência ANSA.

A famosa cadeia de cafeterias Starbucks afirmou que empregará 10 mil refugiados em suas lojas em todo o mundo e dará preferência, nos EUA, a imigrantes que serviram às Forças Armadas do país. "Existem mais de 65 milhões de cidadãos do mundo reconhecidos como refugiados pelas Nações Unidas e nós estamos desenvolvendo planos de contratar 10 mil deles em 75 países onde a Starbucks faz negócios", afirmou o CEO da companhia, Howard Schultz.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro