São Paulo, SP, 15/10/2018
 
30/12/2016 - 19h02m

Governo de São Paulo congela tarifas de trem e metrô em R$ 3,80

Agência Brasil/Fernanda Cruz 
Agência Brasil/Arquivo/Rovena Rosa
Tarifas de ônibus, metrô e trens seguem congeladas em São Paulo
Tarifas de ônibus, metrô e trens seguem congeladas em São Paulo

São Paulo - O Metrô e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) vão congelar em R$ 3,80 o valor da tarifa, comprada nas bilheterias ou do vale-transporte válido para metrô e trem. A gratuidade para idosos com mais de 60 anos e meia tarifa e gratuidade para estudantes de baixa renda também serão mantidas.

De acordo com o governador Geraldo Alckmin, estão previstas outras mudanças na tabela tarifária, que serão anunciadas nos próximos dias. Técnicos do governo se reúnem nesta tarde com a equipe da prefeitura, responsável pelos ônibus, que mantém parceria na integração com trem e Metrô.

Alckmin participou nesta sexta-feira da entrega de um novo trem para a Linha 7 Rubi, que liga o centro da capital paulista à Jundiaí e Francisco Morato. Foi o oitavo trem entregue do lote de 65 adquiridos pela CPTM. Até o final de 2018, a frota da linha será renovada com 19 composições.

Tarifa Mantida

O secretário estadual de Transportes Metropolitanos de São Paulo, Clodoaldo Pelissioni, informou que o congelamento beneficiará metade dos usuários do Metrô e 62% dos passageiros que utilizam a CPTM. Em um dia útil, 7,5 milhões de pessoas usam os meios de transporte.

Pelissioni admitiu, porém, que está sendo estudada alteração na concessão de passagem de graça para idosos. O benefício poderá valer para pessoas com mais de 65 anos, em vez dos atuais 60 anos. “Com a melhoria da qualidade de vida, tem muitos 'jovens de 60 anos' que trabalham. Esses, talvez, não mereçam a gratuidade”, disse. “Os estudantes de baixa renda merecem a gratuidade, porque é um incentivo para que mantenham os estudos”, disse.

Segurança nas Estações

Sobre o caso do ambulante Luis Carlos Ruas, espancado até a morte dentro da Estação Pedro II do Metrô, o secretário disse que a companhia tem quase 3 mil seguranças.

“É evidente que não conseguimos ter seguranças em toda parte, em todo o momento. Temos seguranças nas principais estações, com maior movimento, há uma ronda. Temos 3 mil câmeras”, disse.

O Metrô deve melhorar o sistema de inteligência e a ronda. Um aumento de efetivo está em estudo, mas o secretário disse que a segurança no Metrô de São Paulo está entre as melhores do mundo. “Temos que corrigir na sociedade, não adianta só a segurança".

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro