São Paulo, SP, 24/06/2018
 
21/11/2014 - 15h46m

Graça Foster

 

Difícil entender o silêncio do Palácio do Planalto em relação à presidente da Petrobras, Graça Foster. As investigações feitas até agora mostram que ela foi, no mínimo, omissa em relação às denúncias de desvios, propinas e corrupção.

Qualquer dirigente de empresa minimamente organizada é capaz de detectar desvios de R$ 100 ou R$ 200 mil. Como aceitar que as auditorias internas da Petrobras não identificaram a saída de bilhões de reais?

A manutenção de Graça Foster como presidente da empresa é mais um golpe na credibilidade da Petrobras.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro