São Paulo, SP, 23/09/2019
 
09/05/2012 - 16h24m

Grávida de 9 meses, presa por não pagar pensão, acerta dívida e sai da cadeia

Folhapress 

SÃO PAULO, SP (Folhapress) - Uma grávida de nove meses foi presa anteontem em Taubaté (140 km de SP) por falta de pagamento de pensão alimentícia. Suellen Carvalho, 20, chegou a passar uma noite na cadeia antes de ser solta, ontem.

De acordo com a Polícia Civil, Carvalho devia seis meses de pensão para o ex-marido, que tem a guarda de uma outra filha da grávida, de quatro anos. O valor das pensões atrasadas chegava a R$ 600. Com a falta de pagamentos, a Justiça de Taubaté decretou a prisão da mulher.

O valor acabou sendo pago por parentes do seu atual marido e por Suellen, que havia sido levada pela polícia para a cadeia de Pindamonhangaba (156 km de SP).

Em uma reportagem de uma afiliada local da TV Globo, Carvalho disse que não sabia que devia os pagamentos. "Eu não sabia que ele tinha me colocado pra pagar pensão. Aconteceu sem me comunicar primeiro. Eu nem sabia que existia um processo contra mim", disse.

Ela também se queixou que sentiu dores enquanto ficou na cadeia e que teve que ser levada para um hospital. Carvalho disse ainda que o parto está previsto para amanhã. A vara de família de Taubaté, de onde partiu a ordem de prisão, não comentou o assunto.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro