São Paulo, SP, 19/09/2019
 
26/01/2016 - 10h37m

Iraque quer combater Estado Islâmico sem ajuda norte-americana

Sputnik 
Divulgação
Ibrahim Al Jaafari também expressou a esperança de que se consiga derrotar o Estado Islâmico no território de todo o Iraque
Ibrahim Al Jaafari também expressou a esperança de que se consiga derrotar o Estado Islâmico no território de todo o Iraque

Moscou - A luta contra terrorismo será feita somente pelos iraquianos, sem envolvimento estrangeiro, disse aos jornalistas o ministro das Relações Estrangeiras do Iraque, Ibrahim Al Jaafari.

“A gerência real de operações terrestres ou quaisquer outras operações contra o terrorismo no Iraque será realizada somente pelas forças iraquianas sem envolvimento de quaisquer outras forças além de alguns conselheiros”, afirmou Al Jaafiri, ao discursar na reunião ministerial do primeiro Fórum Árabe-Indiano, na capital do Bahrein, Manama.

O político iraquiano também expressou a esperança de que se consiga derrotar o Estado Islâmico no território de todo o Iraque. “O Iraque é o Estado soberano que não permitirá a ninguém violar a sua soberania.”

No domingo (24), em entrevista ao canal televisivo norte-americano CNN, o chefe do Pentágono, Ashton Carter, disse que os EUA enviarão ao Iraque uma unidade de tropas de desembarque para ajudar as forças locais a realizar operações contra o Estado Islâmico.

Ele esclareceu que o objetivo principal dos militares norte-americanos é ajudar as forças do Iraque, mas não disse quando, em que número e por que prazo os militares serão enviados.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro