São Paulo, SP, 20/09/2019
 
25/04/2014 - 02h56m

Jazz Sinfônica lembra sucessos de Caymmi, Pixinguinha e Chico

Agência Hoje 
Divulgação
Apresentação da Jazz Sinfônica no Festival de Campos de Jordão
Apresentação da Jazz Sinfônica no Festival de Campos de Jordão

São Paulo (Agência Hoje) - As melhores canções da música brasileira, de Heitor Villa-Lobos, Dorival Caymmi, Pixinguinha e Chico Buarque, serão apresentadas pela Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo neste sábado, 26, em concerto que terá a participação especial de músicos do projeto Rumos Legado.

O novo concerto da temporada da série Jazz Sinfônica+ está contribuindo para o lançamento de grandes artistas da música popular brasileira. Os ingressos têm preços populares - custam R$ 20 a inteira e R$ 10 a meia-entrada.

A apresentação acontece no próximo dia 26 de abril às 21h. Foram convidados Renato Braz, Sérgio Santos, e o duo Luis Felipe Gama e Ana Luiza, que apresentam peças de seus respectivos repertórios. O concerto traz canções de compositores consagrados da música brasileira como Heitor Villa-Lobos, Dorival Caymmi, Pixinguinha e Chico Buarque, além de apresentar ao público músicas autorais dos convidados Sérgio Santos e Luis Felipe Gama.

A temporada 2014 da Série Jazz Sinfônica+ apresentará ao longo do ano uma programação diversificada, a preço popular, com participação de grupos como Vento em Madeira, Trio Corrente, o cantor Zé Luiz Mazziotti, e uma atração internacional: os portugueses Mário Laginha (pianista) e Maria João Grancha (voz).

Ainda entre os destaques, um concerto em homenagem ao centenário de um dos maiores nomes da música brasileira: Dorival Caymmi. Todos os concertos da série acontecem no Auditório Ibirapuera.

A Jazz Sinfônica é um corpo artístico estável do Governo do Estado de São Paulo, sob a gestão da Organização Social de Cultura Instituto Pensarte. Para temporada deste ano, conta com o patrocínio do Itaú Unibanco. Os interessados em obter mais informações podem acessar o site www.jazzsinfonica.org.br.

PROGRAMA

Jazz Sinfônica

PABLITO NO FREVO

Mozart Terra

Orquestração | Rodrigo Morte

Jazz Sinfônica + Renato Braz

MODINHA (NA SOLIDÃO DA MINHA VIDA)

Heitor Villa-Lobos

Orquestração | Paulo Bellinatti

Beatriz

Edu Lobo e Chico Buarque

Arranjo | Cristóvão Bastos

SUEÑO CON SERPIENTES

Silvio Rodriguez

Orquestração | Edson Alves

RIO AMAZONAS

Dori Caymmi

Orquestração | Dori Caymmi

Jazz Sinfônica

CARINHOSO

Pixinguinha

Orquestração | Nelson Ayres

Sax barítono solo | Hector Galhardo

Jazz Sinfônica + Sérgio Santos

O SERTÃO ACORDA

Sérgio Santos

Orquestração | André Mehmari

LUA E SOL

Sérgio Santos

Orquestração | Dori Caymmi

LÁ VEM CHUVA

Sérgio Santos

Arranjo | Sérgio Santos

Orquestração | Lua Lafaiette

NENHUM ADEUS

Sérgio Santos

Orquestração | Rodrigo Morte

Jazz Sinfônica

POEMA PARA O TOM

Cyro Pereira

Piano solo | Marcelo Ghelfi

Jazz Sinfônica + Ana Luiza e Luis Felipe Gama

BELALUANA

Autoria e Arranjo | Luis Felipe Gama

ENSOLARADA

Autoria e Arranjo | Luis Felipe Gama

O ANJO QUE ME AMOU

Autoria e Arranjo | Luis Felipe Gama

FREVO TORTO

Luis Felipe Gama

Arranjo | Douglas Fonseca

Jazz Sinfônica

BYE BYE BRASIL

Chico Buarque e Roberto Menescal

Orquestração | Nelson Ayres

SERVIÇO

26/04 – Jazz Sinfônica + Rumos Legado

Regência: João Maurício Galindo

Convidados: Renato Braz, Sérgio Santos e o duo Luís Felipe Gama e Ana Luiza

Quando: 26 de abril no Auditório Ibirapuera, às 21h

AUDITÓRIO DO IBIRAPUERA

Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada)

Ingressos em casa e pontos de venda: http://www.ingresso.com ou pelo telefone: (11) 4003-2330

Horários da bilheteria:

Quinta-feira: das 11h às 20h

Sexta-feira e sábado: das 11h às 22h

Domingo: das 11h às 20h

Formas de Pagamento: Visa, Amex e Mastercard, todos os cartões de débito e dinheiro. Não aceita cheques.

O serviço de reservas pelo site do auditório está suspenso temporariamente para adequação ao aumento da demanda e melhor atendimento ao usuário

Meia Entrada:

- Estudantes: apresentar na entrada Carteira de Identidade Estudantil.

- Professores da Rede Estadual, Aposentados e Idosos acima de 60 anos: apresentar RG e comprovante.

- Menores de 12 anos, acompanhados pelos pais, têm direito a 50% de desconto do valor da inteira, quando Censura Livre.

SÉRGIO SANTOS

1982 – Sérgio Santos começa sua carreira participando do espetáculo “Missa dos Quilombos” de Milton Nascimento.

1983 – Participa do LP de Milton que registrou o mesmo espetáculo.

1991 – Conhece o poeta Paulo César Pinheiro que vem a se tornar o seu grande parceiro.Com ele compõe mais de 200 músicas, obra cantada por artistas como Leila Pinheiro, Alcione, Fátima Guedes, Lenine, Joyce, Dori Caymmi, Francis Hime, Olívia Hime e Milton Nascimento.

1995 - Lança seu primeiro CD “ABOIO”, com participações de Sivuca e do violonista Raphael Rabello, indicado ao 9º Prêmio Sharp. No mesmo ano “Aboio” é lançado pela gravadora francesa Buda Musique, e distribuído em toda a Europa, EUA e Japão.

1998 – Faz uma turnê percorrendo 8 capitais espanholas e lança pela gravadora Pau-Brasil, (nos EUA, pela gravadora Blue Jackel, na Espanha pela Musimedi e na Alemanha pela Exil Musik), o CD “MULATO”.

1999 - Se apresenta em Los Angeles, no Hollywood Bowl, um dos templos sagrados da música americana e um dos mais importantes palcos do mundo, espetáculo elogiadíssimo pela crítica americana. Em julho se apresenta em San Francisco, no Herbst Theater.

2000 – Participa no Teatro Municipal, como cantor convidado, da Sinfonia do Rio de Janeiro, de Francis Hime, trabalho registrado em DVD lançado pela gravadora Biscoito Fino. Em 2001 se apresenta no VIII Festival Internacional de Jazz de

2010 - Lança seu sexto CD, “Litoral e Interior”, com participação de Mônica Salmaso. A música que dá nome ao trabalho é indicada ao Grammy Latino como melhor canção brasileira.

2011 – Se apresenta no Japão, no Blue Note Tokyo e no Cotton Club, em uma temporada de 10 shows ao lado da cantora Joyce.

2012 – Prepara o lançamento de seu sétimo CD.

LUIS FELIPE GAMA E ANA LUIZA

Parceiros há 19 anos, o pianista, compositor e arranjador Luis Felipe Gama e a cantora e compositora Ana Luiza, desenvolvem seu trabalho artístico tendo como matéria-prima a canção.

A parceria está registrada nos discos “Ana Luiza” (Dabliú Discos), “Linha D’Água” (Guanabara Records) e “Entrelaço” (Selo Cooperativa), todos produzidos por Luis Felipe Gama.

Tendo dividido concertos e gravações com Chico Buarque, Milton Nascimento, Ney Matogrosso, Paulinho da Viola, Elba Ramalho, Alcione e Dominguinhos, o duo revela, numa união emocionada de excelência e poesia, uma sonoridade moderna, lírica e cortante, seja em sua obra autoral, seja na leitura de temas de outros compositores.

Entre outros reconhecimentos, Ana Luiza venceu os dois maiores prêmios brasileiros dedicados a intérpretes vocais e Luis Felipe Gama recebeu o elogio público de Chico Buarque, que intitulou uma de suas músicas com o violonista Guinga de "a canção do século”.

Em 2009 o duo gravou DVD com sua obra autoral e, em 2010 e 2011, levou seu trabalho à França, Portugal e Argentina, com absoluto êxito de público e crítica. Em julho de 2012, gravaram ao lado da cantora e compositora cubana Haydée Milanés, duas canções: “Isla meu Amor”, parceria de Luis Felipe com a cantora cubana, e a outra, “O Que Será”, de Chico Buarque, arranjada e interpretada pelo pianista com participação do próprio compositor.

RENATO BRAZ

Vencedor do 5º Prêmio Visa de MPB - Edição Vocal, Renato Braz, nascido na capital de São Paulo, iniciou sua carreira se apresentando em vários cafés, pequenas casas de shows e bares noturnos. É da influência assumida e assimilada de Milton Nascimento e Tim Maia que brota seu canto.

Em 1996, lança seu disco de estréia, o homônimo Renato Braz, que lhe rendeu uma indicação ao Prêmio Sharp de melhor disco na categoria revelação.

Lançou, no final de 1998, seu segundo CD, História Antiga, com a participação, como arranjador e músico, de Dori Caymmi.

Em novembro de 2000, a convite de Edu Lobo, integra o elenco do espetáculo O Grande Circo Místico, ao lado de Arnaldo Antunes, Cássia Eller, Nando Reis, Daniela Mercury, Nelson Ayres, Orquestra Jazz Sinfônica, entre outros.

Lançou, em março de 2002, o seu terceiro CD, Outro Quilombo, em que se destacam as participações especiais do percussionista Bré, cantando “Fiz uma Viagem” (tema do folclore brasileiro recolhido por Dorival Caymmi) e de Dori Caymmi, que canta com Renato a música Na Ribeira Deste Rio (poema de Fernando Pessoa musicado pelo próprio Dori).

Em 2012 lançou seu 6º CD, Casa de Morar, um álbum de canções inéditas, com enfoque especial nos compositores de sua geração como Fred Martins, Celso Adolfo, Mario Gil, Zé Renato, Simone Guimarães e Claudio Nucci, além dos compositores que mais influenciaram seu trabalho como Dori Caymmi, Theo de Barros e Gilberto Gil.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro