São Paulo, SP, 17/09/2019
 
27/01/2016 - 13h22m

Juiz da Zelotes nega pedido para que ação vá para o Supremo

Agência Brasil/Paula Laboissière 
Agência Brasil/Valter Campanato
"É o Supremo que decide quando há parlamentar no meio", justificou Luiz Alexandre Rassi
"É o Supremo que decide quando há parlamentar no meio", justificou Luiz Alexandre Rassi

Brasília - O juiz Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal, decidiu nesta quarta-feira (27) manter a ação penal decorrente da Operação Zelotes em primeira instância, ao negar pedido feito por advogados dos réus para enviar o processo ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A defesa dos réus havia feito o pedido com base em informações divulgaras pela imprensa de que haveria, nos autos, citações de suposto pagamento de propina envolvendo parlamentares. "É o Supremo que decide quando há parlamentar no meio", justificou Luiz Alexandre Rassi, advogado de Fernando Mesquita e Francisco Mirto. "Tinha que soltar todo mundo e começar do zero", completou o advogado.

Após decidir pela permanência do processo em primeira instância, o juiz deu continuidade à oitiva de testemunhas indicadas pelos réus, que ocorre desde segunda-feira (25). Hoje, devem ser ouvidas 15 pessoas.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro