São Paulo, SP, 18/10/2018
 
15/03/2017 - 08h55m

Júri condena apenas um dos três PMs acusados por execução no bairro Butantã

Agência Brasil/Elaine Patricia Cruz 

São Paulo - Depois de quase três horas reunidos, os sete jurados decidiram, por volta das 23h30 de ontem (14), condenar apenas o policial Tyson Oliveira Bastiane pela morte de Paulo Henrique Porto de Oliveira, no Butantã, zona oeste da capital paulista, em 2015. No entanto, os jurados retiraram todas as acusações qualificadoras (utilização de meio cruel, motivo torpe e sem possibilidade de defesa da vítima) contra Bastiane, que poderiam aumentar sua pena.

Tyson Bastiane também foi condenado pelos crimes de fraude processual, falsidade ideológica e porte ilegal de arma e sua pena foi fixada em 12 anos, 5 meses e 7 dias de reclusão. Com isso, ele continuará no Presídio Militar Romão Gomes.

Os outros dois policiais foram absolvidos da condenação por homicídio. Silvio André Conceição conseguiu ser absolvido de todos os crimes e deve deixar o presídio Romão Gomes nesta quarta-feira (15). Silvano Clayton dos Reis foi condenado por fraude processual, falsidade ideológica e porte ilegal de arma e sua pena foi estabelecida em 4 anos, 11 meses e 17 dias de reclusão, mas ele poderá recorrer em liberdade.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro