São Paulo, SP, 25/06/2019
 
12/09/2016 - 15h56m

Juros do cheque especial e do empréstimo pessoal voltam a subir em setembro, diz Procon

Agência Brasil/Bruno Bocchini 
Agência Brasil/Arquivo
Taxa média do cheque especial dos bancos pesquisados foi de 13,56% ao mês
Taxa média do cheque especial dos bancos pesquisados foi de 13,56% ao mês

São Paulo - Os bancos voltaram a elevar as taxas de juros do cheque especial e do empréstimo pessoal em setembro. Pesquisa do Procon de São Paulo divulgada nesta segunda-feira (12) aponta que, das sete instituições financeiras que fazem parte do levantamento (Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra, Santander), duas aumentaram a taxa de cheque especial e uma do empréstimo pessoal.

A taxa média do cheque especial dos bancos pesquisados foi de 13,56% ao mês, superior a de agosto, que foi de 13,52%, alta de 0,04 ponto percentual.

A maior elevação foi verificada no Banco do Brasil, que alterou a taxa de 12,83% para 13,04% ao mês, uma variação positiva de 1,64% em relação à taxa de agosto de 2016. A outra alta foi apresentada pela Caixa Econômica Federal, alteração de 12,93% para 13,05%, variação positiva de 0,93%.

A menor taxa para o cheque especial praticada no mercado, dentre os sete bancos pesquisados, é a do banco Safra (12,6% ao mês); a maior é do Santander (15,19%).

A taxa média dos bancos para o empréstimo pessoal foi 6,80% ao mês, 0,24 ponto percentual superior à do mês de agosto (6,56%). A única modificação nesta modalidade de crédito foi promovida pelo Banco HSBC, que alterou a taxa de 7,30% para 8,99% ao mês, uma variação positiva de 23,15%.

A menor taxa do empréstimo pessoal praticada em setembro é da Caixa Econômica Federa (5,5% ao mês); já a maior é do HSBC (8,99% ao mês).

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro