Justiça do Trabalho condena Itaú a pagar R$ 1 milhão por assédio moral a funcionários - Hoje São Paulo
São Paulo, SP, 21/08/2018
 
10/02/2017 - 21h28m

Justiça do Trabalho condena Itaú a pagar R$ 1 milhão por assédio moral a funcionários

Agência Brasil/Sayonara Moreno, Correspondente em Salvador 

Salvador - Após relatos de humilhação, pressão, acusações e intimidações, a Justiça do Trabalho da Bahia condenou hoje (10) o banco Itaú Unibanco a pagar indenização de R$ 1 milhão ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

A decisão atende a uma ação movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia pela prática de assédio moral cometida pelo gerente de uma das agências, no município de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado.

A decisão, proferida pela 1ª Vara do Trabalho de Vitória da Conquista também determina o afastamento do gerente acusado de assédio do ambiente de trabalho.

Os funcionários assediados relataram à Justiça do Trabalho situações consideradas pelo MPT como “atos terroristas” cometidos pelo gerente. Os relatos citam humilhações em público – na presença de colegas e clientes, intimidação, coação, desrespeito, falta de ética, perseguição e até “manipulação de horários nas folhas de ponto com a intenção de não gerar horas extras”.

Hoje São Paulo

© 2012 - Hoje São Paulo - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare e Rogério Carneiro